...

R$ 20,00

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE COLETA DE AMOSTRAS EM ÁREAS AGRÍCOLAS PARA ANÁLISE DA QUALIDADE AMBIENTAL

Comprar

Descrição

A Embrapa Meio Ambiente desenvolveu ao longo da última década um conjunto de métodos de análise ambiental em diferentes condições naturais e situações agropecuárias. Dada a diversidade das regiões brasileiras em que atuou, tornou-se excelência em termos de oferta de métodos e indicadores visando a qualidade ambiental de áreas rurais.
Neste ”Manual de Procedimentos de Coleta de Amostras em Áreas Agrícolas para Análise da Qualidade Ambiental: Solo, Água e Sedimentos“ a equipe de pesquisa da Embrapa Meio Ambiente envolvida com o tema qualidade ambiental, especialmente de água e solo, com a colaboração de pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e do Instituto Biológico (IB) de São Paulo, apresenta procedimentos e métodos para a coleta de amostras de solo, água e sedimentos.
O Manual que tem como editores Heloisa F. Filizola, Marco Antônio F. Gomes e Manoel Dornelas de Souza, pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente, tem o mérito de reunir em uma única publicação, um conjunto de métodos, instrumentos e boas práticas que vão desde o planejamento, escolha do tipo de amostragem, a coleta, o transporte e o armazenamento de amostras de solos, de água e de sedimentos abrangendo uma diversidade de situações e análises ambientais.
Na Parte I do Manual os editores destacam questões gerais como a importância da amostragem, a escolha do tipo de amostragem, o seu planejamento e execução, as fontes comuns de erros e os processos de contaminação de amostras.
Na Parte II do Manual, o foco é a amostragem de solos, destacando-se as técnicas, planejamento, os tipos de amostragem e suas aplicações. São dedicados capítulos especiais para as particularidades que cercam a amostragem de solos para a análise de metais pesados, de nitratos, de agrotóxicos e de parâmetros biológicos.
Já na Parte III do Manual, os editores destacam a amostragem de águas superficiais, a preservação e o transporte de amostras, apresentando para tanto os procedimentos para fins de análise biológica envolvendo parâmetros como fitoplâncton, zooplâncton, bactérias; análise de nitratos e metais pesados e; de agrotóxicos, neste caso com recomendações de procedimentos também para a amostragem de águas subterrâneas.
Finalmente, a Parte IV do Manual, destaca as especificidades da amostragem de sedimentos para análise de metais pesados em corpos dágua como rios, riachos, córregos, lagos, lagoas e represas; para análise de agrotóxicos de sedimentos; para análises físico-químicas de sedimentos de lagos e represas/tanques de aquicultura; e para análises biológicas de sedimentos utilizando-se, entre outros organismos, os macroinvertebrados bentônicos, as macrófitas, os fungos aquáticos e as macroalgas.
É, assim, um Manual básico de boas práticas de amostragem de solo, água e sedimentos, fundamental para pesquisadores, extensionistas rurais, técnicos de organizações não-governamentais, comunidades rurais e mesmo para os cidadãos comuns que atuam no dia-a-dia da educação ambiental e do monitoramento e gestão ambiental em quaisquer regiões brasileiras envolvendo uma diversidade de problemas ambientais originadas de atividades agropecuárias.

Parte I – GENERALIDADES

Capítulo 1: A importância e as formas de amostragem em estudos ambientais
Heloisa F. Filizola, Marco Antônio F. Gomes e Manoel Dornelas de Souza – 17
1.1. Processos Contaminantes – 17
1.2. A Amostragem – 18
1.2.1. O Planejamento da Amostragem – 19
1.2.1.1. Fontes de Erro – 20
1.2.2. Freqüência de Amostragem – 21

Parte II – SOLOS

Capítulo 2: A amostragem de solos
Heloisa F. Filizola, Marco Antônio F. Gomes e Manoel Dornelas de Souza – 25
2.1. Técnicas de amostragem – 25
2.1.1. Amostragem contínua com tubo – 25
2.1.2. Amostragem por tradagens sucessivas – 26
2.2. O planejamento da amostragem – 27
2.2.1. Avaliação por microbacias – 28
2.2.2. Amostragem ao longo de vertentes – 29
2.3. Plano de amostragem – 30
2.3.1. Amostragem por critérios ou determinista – 30
2.3.2. Amostragem aleatória simples – 30
2.3.3. Amostragem aleatória estratificada – 31
2.4. Amostras simples ou pontuais – 32
2.5. Amostras pontuais múltiplas – 32
2.6. Amostras compostas – 32
2.7. Amostragem da água ou da solução do solo – 33

Capítulo 3: Amostragem de solos para análise de metais pesados
Heloisa F. Filizola, Manoel Dornelas de Souza e Marco Antônio F. Gomes – 37
3.1. Como amostrar – 39
3.1.1. Uso contínuo de fertilizantes – 40
3.1.2. O uso contínuo de lodo de esgoto – 40
3.2. Locais de amostragem – 42
3.3. Freqüência da amostragem – 43

Capítulo 4: Amostragem de solos para análise de nitratos
Manoel Dornelas de Souza e Adriana M. M. Pires – 49
4.1. Determinação do plano de amostragem – 50
4.2. Coleta das amostras de solo – 51

Capítulo 5: Amostragem de solos para análise de agrotóxicos
Marco Antônio F. Gomes, Heloisa F. Filizola, Manoel Dornelas de Souza, Vera L. Ferracini e Sonia C. N. Queiróz – 53

Capítulo 6: Amostragem de solo para análises biológicas
Raquel Ghini, Sueli dos Santos Freitas e Anibal Ramadan Oliveira – 57
6.1. Representatividade da amostra – 58
6.2. Coleta das amostras de solo – 64
6.3. Transporte e armazenamento – 67
6.4. Amostragem para isolamento ou quantificação de microrganismos rizosféricos – 70

Parte III – ÁGUA

Capítulo 7: Amostragem de água para análises biológicas
Mariana Pinheiro Silveira e Júlio Ferraz de Queiroz – 83
7.1. Amostragem das águas de superfície – 83
7.1.1. Rios – 83
7.1.1.1. Localização dos pontos de amostragem – 83
7.1.1.2. Metodologia de amostragem – 84
7.1.2. Lagos, lagoas e represas – 88
7.1.2.1. Localização dos pontos de amostragem – 89
7.2. Parâmetros biológicos – 89
7.2.1. Fitoplâncton – 89
7.2.2. Zooplâncton – 94
7.2.2.1. O zooplâncton como bioindicador de qualidade de água – 97
7.2.3. Bactérias – 98

Capítulo 8: Amostragem de água para análise de nitrato e de metais pesados
Adriana M. M. Pires, Manoel Dornelas de Souza e Marcos Antonio Vieira Ligo – 103
8.1. Determinação do local e da freqüência de amostragem – 105
8.2. Coleta das amostras de água – 105
8.3. Preservação das amostras – 106

Capítulo 9: Amostragem de água para análise de agrotóxicos
Sonia C. N. Queiroz, Vera L. Ferracini e Marco A. F. Gomes – 109
9.1. Conservação da amostra – 111
9.2. Amostragem – 112
9.2.1. Água superficial – 112
9.2.2. Água subterrânea – 113
9.3. Extração em fase sólida de amostras in situ – 113
9.4. Identificação e Registro – 114

Parte IV – SEDIMENTOS

Capítulo 10: Amostragem de sedimentos para análise de metais pesados
Marco Antonio Ferreira Gomes e Heloisa F. Filizola – 119
10.1. Planejamento da amostragem – 119
10.1.1. Número de amostras e de locais de coleta – 119
10.2. Amostradores – 120
10.2.1. Amostrador manipulado por mergulhador – 120
10.2.2. Amostradores a êmbolo ou pistão – 121
10.2.3. Amostradores vibratórios – 122
10.2.4. Dragas – 122
10.3. Amostragem de sedimentos em rios, córregos e riachos – 123
10.4. Amostragem de sedimentos em lagos, represas e açudes – 124
10.5. Recuperação e acondicionamento das amostras – 124

Capítulo 11: Amostragem de sedimento para análise de agrotóxicos
Vera L. Ferracini, Sonia C. N. Queiroz e Marco A. F. Gomes – 127
11.1. Amostragem – 128
11.2. Equipamentos de Amostragem – 131
11.2.1. Amostradores de Garra – 132
11.2.2. Amostradores de Núcleo – 132
11.3. Transporte das amostras – 133
11.4. Considerações finais – 133

Capítulo 12: Amostragem de sedimentos do fundo de lagos, represas e viveiros de aqüicultura para análises físico-químicas
Julio Ferraz de Queiroz, Rita Carla Boeira e Mariana Pinheiro Silveira – 137
12.1. Tipos de coletores para sedimentos – 139
12.2. Local de amostragem – 142
12.3. Metodologias de amostragem – 144
12.3.1. Procedimento de coleta com o coletor simplificado – 147
12.3.1.1. Amostragem de sedimentos em séries sucessivas com a utilização do coletor simplificado – 150

Capítulo 13: Amostragem de sedimentos para análises biológicas
Mariana Pinheiro Silveira, Julio Ferraz Queiroz e Rita Carla Boeira – 153
13.1. Macroinvertebrados bentônicos – 153
13.1.1. Habitat e vantagens de uso – 153
13.1.2. Coleta e amostragem – 153
13.1.3. Processamento de amostras – 156
13.2. Fungos aquáticos – 158
13.2.1. Distribuição e importância – 158
13.2.2. Coleta e amostragem – 158
13.2.3. Processamento de amostras – 159
13.3. Macroalgas Bentônicas e Perifíton – 160
13.3.1. Habitat e importância – 160
13.3.2. Coleta e amostragem – 161
13.4. Macrófitas – 164
13.4.1. Distribuição e importância – 164
13.4.2. Coleta e amostragem – 165

Editores Técnicos: Heloisa Ferreira Filizola, Marco Antônio Ferreira Gomes e Manoel Dornelas de Souza
Ano: 2006
Número de Páginas: 169
Tamanho: 16 x 23 cm
Editora: Embrapa
Acabamento: Brochura
ISBN: 85-85771-43-7


CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone: (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados