...

R$ 50,00

AVIFAUNA DA MATA ATLÂNTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Comprar

Descrição

Avifauna da Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro é o resultado de 16 anos de pesquisa, através de observações, gravação de vozes e captura e marcação de espécies, totalizando mais de 1.300 horas/campo, realizadas nas florestas do Pau da fome, Camorim, Colônia Juliano Moreira, Vargem Grande e fragmentos florestais da vertente norte do maciço na zona oeste. Foram registradas 258 espécies de aves, distribuídas em 17 Ordens e 49 Famílias, das quais 27 são endêmicas da Mata Atlântica e 13 consideradas ameaçadas de extinção. Inclui dados inéditos sobre Ecologia, Reprodução e Alimentação das diferentes espécies. Contêm ainda comentários sobre o comércio ilegal de espécies e reintrodução de apreensões, alterações ambientais, desequilíbrios ecológicos, bem como sobre o ciclo anual, além de observações sobre o problema das mudanças climáticas, cuja influência já vem sendo observada sobre a avifauna. Também são feitos comentários sobre as diferentes pressões que atuam sobre os diferentes fragmentos, como desmatamentos e queimadas e ainda a significativa e preocupante redução do volume de água nos diferentes mananciais das florestas. Foi enfatizada a necessidade da criação de corredores ecológicos para a manutenção da biodiversidade, bem como a de maior proteção e fiscalização nas diferentes áreas de preservação, a implantação de programas de educação ambiental e do ecoturismo como auxílio para a obtenção de recursos.
A AVIFAUNA DA MATA ATLÂNTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARTE I: PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA

1. Introdução: O Parque Estadual da Pedra Branca e sua importância para a Conservação da Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro – 19

2. Vegetação do Parque Estadual da Pedra Branca – 20

3. Áreas de estudo – 21
3.1. Floresta do Pau da Fome – 22
3.2. Floresta da Colônia Juliano Moreira – 23
3.3. Floresta do Camorim – 24
3.4. Bangu, Viegas e Senador Camará – 24

4. Composição da Avifauna, Extinção em fragmentos e Conservação – 25
4.1. O Comércio ilegal de aves silvestres e o problema da reintrodução das apreensões – 27

5. Ecologia – 28
5.1. Alterações Ambientais – 29
5.2. Desequilíbrios Ecológicos e o problema do micoestrela – 32
5.3. A Água do Planeta está secando – 33

6. Indicadores Ambientais – 36

7. Formigas de Correição e outros Insetos – 38

8. Outros animais – 39

9. A Avifauna do Parque Estadual da Pedra Branca e o Ciclo Estacional – 40
9.1. Espécies capturadas e Ciclos – 40
9.2. Muda e Período Reprodutivo – 42
9.3. Indicativos de Reprodução – 46
9.3.1. Tolmomyias sulphurescens – 46
9.3.2. Todirostrum cinereum – 53
9.3.3. Coereba flaveola – 56
9.4. Indicativos indiretos de Reprodução – 56
9.4.1. Veniliornis maculifrons – 56
9.4.2. Xenops minutus – 57
9.4.3. Estrilda astrild – 57
9.4.4. Pitangus sulphuratus – 57
9.4.5. Psitacidae – 58
9.5. Parasitismo – 58
10. Bandos mistos – 60
11. Alimentação – 63
12. Voz da Paisagem e Voz do Dia – 65
13. A Avifauna do Parque Estadual da Pedra Branca – 66
13.1. Espécies Endêmicas – 60
13.2. Espécies Ameaçadas – 70
13.3. Espécies registradas – 72
BIBLIOGRAFIA – 183
Tabelas de 1 a 28 – 189
Fotos - 243

Autores: Pedro Ernesto Correia Ventura e Ildemar Ferreira
Ano: 2009
Número de Páginas: 254
Tamanho: 16 X 23 cm
Editora: Technical Books
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-61368-09-8


CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone: (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados