...

R$ 60,00

PLANEJAMENTO E OPERAÇÃO DE SERRARIAS

Comprar

Descrição

O sucesso econômico de uma serraria depende da escolha do local onde será instalada e de um sistema de transporte adequado, disponibilidade de matéria-prima, mão-de-obra e energia e da escolha dos equipamentos e das técnicas a serem empregadas no processamento da madeira. O controle de qualidade é essencial em uma indústria bem planejada e administrada e determinará o retorno econômico e o nível de satisfação dos compradores.

Esta obra é constituída de 12 capítulos, ricamente ilustrados. No primeiro capítulo é descrita a evolução dos equipamentos e das técnicas de serragem. Os dois próximos capítulos abordam os elementos a serem considerados no planejamento e instalação de uma serraria e sua estrutura, o fluxograma da madeira, procedimentos para preparo e manutenção das lâminas de serra. A seguir são mostrados procedimentos para o preparo e manutenção das lâminas de serra.

No capítulo seguinte, são descritos e caracterizados os principais engenhos de serra, ou seja, os mais utilizados atualmente no Brasil. Descrevem-se, ainda, a constituição e os aspectos ligados à operação da serra colonial porque foi a base das serras alternativas atualmente disponíveis no mercado. Embora pouco utilizada em outras regiões do Brasil, a serra alternativa horizontal ainda é freqüentemente encontrada no Estado de Minas Gerais, principalmente em áreas onde a disponibilidade de madeira impede a implantação de serras de maior porte.

Nos próximos capítulos são abordados as características dos carros porta-toras, os métodos de desdobro e o controle de qualidade.

No final, é apresentado o glossário dos termos comumente encontrados na literatura, bem como o seu correspondente em Inglês.

Capítulo 1 - Generalidades e Histórico – 9

Capítulo 2 - Localização das Serrarias – 18
2.1. Suprimento de Toras – 18
2.2. Mão-de-Obra – 20
2.3. Transporte - Vias de Comunicação – 20
2.4. Taxas e Impostos – 21
2.5. Fatores Relacionados ao Terreno – 21

Capítulo 3 - Estrutura de Uma Serraria – 22
3.1. Pátio de Toras – 23
3.2. Galpão para Máquinas – 29
3.3. Maquinário Principal – 29
3.4. Maquinário Secundário – 35
3.5. Almoxarifado, Manutenção e Afiação – 35
3.6. Escritório e Sala de Espera com Mostruário – 35
3.7. Vestiário e Refeitório – 35
3.8. Considerações Gerais – 35
3.9. Pátio de Madeira Serrada – 36

Capítulo 4 - Rendimento e Eficiência de Uma Serraria – 38

Capítulo 5 - Lâminas de Serra – 42
5.1. Morfologia dos Dentes de Serra – 43
5.2. Elementos dos Dentes de Serra – 43
5.3. Ação de Corte e Desgaste do Dente de Serra – 53
5.4. Escolha do Perfil – 55

Capítulo 6 - Preparo e Manutenção das Lâminas de Serra – 57
6.1. Travamento por Torção – 58
6.2. Recalque – 62
6.3. Aplicação da Estelita – 66
6.4. Equalização ou Retífica dos Dentes – 69
6.5. Dentes Insertos ou Removíveis – 70
6.6. Metal Duro ou Widia – 72
6.7. Diamante (PKD) – 72
6.8. Afiação das Serras – 73
6.9. Afiação com Rebolo de Esmeril – 74
6.10. Afiação com Limas – 76
6.11. Tensionamento das Serras – 76
6.12. Endireitamento, Tensionamento, Desempeno e Soldagem das Lâminas de Serra Fita – 79

Capítulo 7 - Serras Mecânicas – 96
7.1. Serra Principal – 96
7.2. Serras Secundárias ou Auxiliares – 96
7.3. Características das Máquinas de Serra – 97

Capítulo 8 - Carro Porta-Toras – 128

Capítulo 9 - Técnicas de Desdobro – 135
9.1. Corte Segundo a Orientação em Relação aos Anéis de Crescimento e Raios (Tangencial) – 139
9.2. Corte Radial – 140
9.3. Corte Paralelo ao Eixo Longitudinal da Tora – 141
9.4. Corte Paralelo à Casca – 142
9.5. Classificação Segundo a Continuidade dos Cortes – 143
9.6. Método SSR (Serrar - Secar - Resserrar) – 144
9.7. Rendimento Industrial da Matéria-Prima – 146

Capítulo 10 - Qualidade das Toras – 150
10.1. Conicidade – 151
10.2. Achatamento – 152
10.3. Encurvamento ou Tortuosidade – 153
10.4. Bifurcação ou Aforquilhamento – 155
10.5. Tronco Sulcado (Sapopema) – 155
10.6. Defeitos da Superfície Rolante – 156
10.7. Formação dos Anéis de Crescimento – 160
10.8. Tensão de Crescimento – 160

Capítulo 11 - Controle de Qualidade – 171
11.1. Controle das Dimensões da Madeira Serrada – 173
11.2. Controle Gráfico das Variáveis – 177

Capítulo 12 - Diagnóstico de Defeitos – 189

Referências – 196
Apêndice – 203
Glossário – 207

Autor: Benedito Rocha Vital
Ano: 2008 (reimpressão 2013)
Número de Páginas: 211
Tamanho: 15 x 22 cm
Editora: UFV
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-7269-348-6


CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone: (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados