...

R$ 100,00

GESTÃO AMBIENTAL - (Curi)

Comprar

Descrição

Atuo na área de meio ambiente há quase vinte anos e costumo dizer que quem ingressa nessa área não tem noção da seriedade que acompanha o assunto. Ao mesmo tempo que é um tema apaixonante, por tratar da essência do papel do homem neste universo e de sua integração com a natureza, é, também, um tema pesado, excessivamente técnico.

Trabalhar com o meio ambiente exige um conhecimento prévio de várias áreas da empresa. O profissional envolvido com esse assunto deve conhecer as minúcias da legislação ambiental pertinente às atividades da companhia; deve estar à altura para discutir, com profissionais de marketing, o comportamento do consumidor e suas expectativas em relação à postura — e, principalmente, às ações — da organização nesse quesito; deve, ainda, conhecer a cadeia de fornecimento, seus impactos sobre a produção e as práticas socioambientais dos fornecedores. É preciso, finalmente, envolver-se com as áreas produtivas de logística.

Enfim, as pessoas que decidem trabalhar com meio ambiente devem ter uma visão holística das atividades da empresa, bem como de sua interação com a sociedade onde está inserida. Pensar em meio ambiente é pensar de forma integrada: na integração do homem com o meio ambiente, na integração do homem com a empresa, na integração da empresa com a comunidade.

Sendo assim, como transformar um tema tão complexo em algo atrativo e, ao mesmo tempo, de fácil entendimento?

A Pearson descobriu a receita.

O livro Gestão ambiental traduziu para uma linguagem contemporânea os principais aspectos teóricos e práticos da gestão ambiental. Por meio de reportagens recentes, extraídas de jornais e revistas de grande circulação, e estudos de caso, o livro traz para o dia a dia do leitor situações vividas, efetivamente, pelas organizações.

Em um só livro foram integradas, de forma clara e precisa, as diversas áreas que versam sobre o tema. Buscando introduzir o leitor na história do ambientalismo, a primeira parte da obra resgata os principais acontecimentos que culminaram com o surgimento do conceito de desenvolvimento sustentável, mostrando toda a sua evolução, desde as discussões que o precederam na Conferência de Estocolmo, em 1972, até o século XXI. A primeira parte mostra, também, como pensam os economistas e qual deve ser o perfil do novo gestor.

A segunda parte da obra aborda os aspectos técnicos de um bom Sistema de Gestão Ambiental e todas as suas implicações, tais como análise do ciclo de vida, rotulagem ambiental e certificações ambientais. Por fim, na terceira e última parte, a obra toca em temas relacionados ao comércio internacional, à inovação, à qualidade e a uma “gestão mais verde”.

É importante lembrar que, alguns anos atrás, a gestão ambiental era um fardo para a maioria das organizações. Falar em gestão ambiental era lembrá-las dos impactos negativos que suas atividades causavam ao meio ambiente; imediatamente vinham à mente dos gestores questões relacionadas a passivos ambientais e custos. O que se conseguia, no máximo, era abrir algum diálogo sobre reciclagem.

Nos últimos dez anos, ao contrário, a gestão ambiental tem ganhado vulto e, como mencionado anteriormente, o meio ambiente passou a circular por discussões que vão desde sua relação com as estratégias empresariais e de marketing até inovação e desenvolvimento de produtos. Há, ainda, uma grande preocupação com a governança corporativa das empresas: é importante saber se elas possuem uma diretoria que cuida do assunto e qual o grau de transparência que é dado ao tema. Políticos, diretores e altos executivos não deixam de incluir, em sua pauta de discussões, questões orientadas ao meio ambiente.

Nesse cenário, é possível identificar ações importantes de grandes empresas na área ambiental. Empresas brasileiras têm sido reconhecidas, em âmbito nacional e internacional, por sua governança ambiental: suas ações, quando negociadas em bolsa, são mais valorizadas, além de contar com o prestígio dos consumidores. O maior ganho, na verdade, diz respeito ao fato de a gestão ambiental ter deixado de ser “um custo” para se tornar um de seus investimentos mais rentáveis.

Por tudo isso, é importante haver um livro que trate o assunto de forma direta e clara. Esta obra é, portanto, endereçada aos jovens que estão ingressando nessa área tão cativante, mas, também, a líderes e executivos empresariais que têm em sua missão a responsabilidade de dirigir suas empresas para um mundo melhor.

Prefácio – vii
Apresentação – ix

Parte I - Desenvolvimento sustentável

Capítulo 1 - As pessoas, o lucro e o planeta
Introdução – 4
O homem e a natureza: uma história com origem e destino comuns – 4
O conceito de meio ambiente – 5
A evolução da ação predatória – 8

Capítulo 2 - Da Revolução Industrial à Copenhague
Introdução – 20
A evolução da questão ambiental – 20
Primeira metade do século XX – 22
Conferência de Estocolmo e seus desdobramentos – 24
Eco-92 ou Cúpula da Terra – 30
Protocolo de Ouioto – 36
Conferência de Copenhague – 43

Capítulo 3 - Visão dos economistas
Introdução – 54
Questões ambientais e economia segundo os neoclássicos – 54
Questões ambientais e economia, segundo os economistas ecológicos – 59
Negócios na era da sustentabilidade – 61
Desafios socioambientais e o papel da empresa – 64
Negócios, mercados e o meio ambiente – 71

Capítulo 4 - A transformação das organizações: o perfil do novo gestor
Introdução – 78
O papel do gestor empresarial através do tempo – 78
O modelo de gestão pós-fordista e a era da responsabilidade – 81

Capítulo 5 - Visão sistêmica no Brasil e no mundo
Introdução – 92
As diferentes abordagens à administração e a abordagem sistêmica – 92
O conceito de gestão ambiental – 97
Gestão ambiental no mundo – 99
Gestão ambiental e os acordos intergovernamentais – 102
Gestão ambiental no Brasil – 105

Parte II - Sistemas de gestão ambiental: fundamentos e implementação

Capítulo 6 - Da preocupação com o meio ambiente aos sistemas de gestão ambiental
Introdução – 116
Medidas isoladas para o meio ambiente – 116
Sistema de Gestão Ambiental (SGA) – 120
O Sistema de Gestão Ambiental e a ISO 14001 – 123
Integração dos sistemas de gestão – 128

Capítulo 7 - Rotulagem ambiental e ciclo de vida do produto
Introdução – 134
Rotulagem ambiental – 134
Ciclo de vida do produto – 141

Capítulo 8 - Aspectos jurídicos da gestão ambiental
Introdução – 150
Política ambiental pública – 150
Direito ambiental brasileiro – 155

Capítulo 9 - Obtenção de licenças ambientais (AIA, EIA, Rima)
Introdução – 170
Impacto ambiental – 170
Estudo de impacto ambiental (EIA) – 173
Relatório de impacto ambiental (Rima) – 177
Outros estudos e relatórios ambientais – 179
Licenciamento ambiental – 180

Capítulo 10 - Certificação do SGA
Introdução – 190
O processo de certificação – 190

Capítulo 11 - Auditorias ambientais
Introdução – 200
Modelos de auditoria ambiental – 200
Auditoria de sistema de gestão ambiental (SGA) – 206
Auditoria ambiental segundo organismos internacionais e nacionais – 208

Capítulo 12 - Relatórios ambientais
Introdução – 222
Relatórios ambientais: o que, por que e para quem – 222
Modelos de relatórios de sustentabilidade – 225

Parte III - Outros enfoques do SGA na organização

Capítulo 13 - A visão dos exportadores/importadores
Introdução – 242
Motivações históricas para o multilateralismo no comércio – 242
Comércio internacional no âmbito do Gatt – 245
Rodadas do Gatt – 250
Comércio internacional no âmbito da OMC – 251
Protocolo de Cartagena – 252
Convenção da Basileia – 253
Importação e exportação de produtos de origem animal e vegetal no Brasil – 254

Capítulo 14 - Sistema de gestão ambiental e gestão da qualidade total
Introdução – 262
O conceito de qualidade – 262
A evolução histórica da gestão de qualidade – 263
Gestão da qualidade - TQM - e as normas ISO – 266
Gestão ambiental da qualidade total - TQEM – 268

Capítulo 15 - Comprometimento da empresa: empresa verde
Introdução – 286
Atuação responsável – 286
Produção mais limpa – 287
Ecoeficiência – 291
Design for Environment – 291
Modelos baseados na natureza: ecologia e metabolismo industriais – 293
Vantagens “verdes” – 295

Capítulo 16 - Inovação e sustentabilidade
Introdução – 300
Inovação: um imperativo empresarial – 300
A lição da sustentabilidade: o exemplo da Nike – 302
Rumo à sustentabilidade: o papel da empresa – 303
Estratégia de sustentabilidade – 305
O Projeto Juruti e a sustentabilidade empresarial – 308
Rumo à sustentabilidade: o papel do governo – 309

Nossa capa – 313

Organizadora: Denise Curi
Ano: 2011 (reimpressão 2012)
Número de Páginas: 313
Tamanho: 16 x 23 cm
Editora: Pearson Education
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-7605-698-0


CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone: (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados