IMPORTADOS
· Diversos
LIVROS TÉCNICOS
· Administração
· Agronomia
· Biologia - Ecologia
· Direito
· Diversos
· Engenharia Ambiental
· Engenharia Civil
· Engenharia de Alimentos
· Engenharia Florestal
· Entomologia
· Estatística
· Fisiologia Vegetal
· Fitopatologia
· Geologia
· Geoprocessamento
· Irrigação - Hidráulica
· Medicina Veterinária
· Nutrição
· Química
· Técnicas de Pesquisa - Estudos
· Zootecnia
 




TOPOGRAFIA: aplicada à engenharia civil Vol. 2
R$ 83,70


  LIVROS TÉCNICOS >>> Zootecnia
 
SUINOCULTURA INTENSIVA
 
SUINOCULTURA INTENSIVA     
  
Por: R$ 0,00 
 
 

   
   
   

Clique na imagem para ampliá-la
Descrição
Mais de uma década transcorreu desde a edição da publicação intitulada ”Manejo em Suinocultura“ (Circular Técnica Nº 7) - Série Embrapa, na qual está baseado este novo livro.

O objetivo desta edição reelaborada é oferecer uma visão mais extensa e atualizada da literatura relativa às diferentes formas na qual o manejo dentro das criações suínas pode ser executado.

A expectativa desta publicação é contribuir com as necessidades de estudantes e servir como fonte de consulta a produtores e técnicos.

Esta publicação é produto de vários especialistas brasileiros da Embrapa, de universidades e de empresas privadas e contempla recomendações para assegurar uma produção suinícola eficiente e rentável, respaldada em produtividade, que esteja preparada para atender às demandas dos mercados internos e internacionais.

Os editores preocuparam-se, nesta segunda versão, em agregar novos capítulos, com contribuições sobre sistemas de produção de suínos; aspectos da produtividade; conceitos de biosseguridade; administração; análise de investimentos; fatores ambientais; fatores de risco e sua relação com doenças; monitoria sanitária; manejo de dejetos e controle de insetos e roedores. Além disso, naturalmente incluíram textos sobre manejo da alimentação, reprodutivo, de leitões e de instalações (limpeza e desinfecção) e de vacinas, que compunham a primeira edição. Também foram incluídos capítulos específicos sobre inseminação artificial, melhoramento genético e nutrição que completam, assim, esta obra.

A suinocultura é uma atividade de grande importância econômica e social, em diversas regiões do mundo, e em expansão nas grandes regiões tradicionais e em novas áreas. A perspectiva atual com que se depara essa atividade no Brasil, com a abertura do mercado internacional, sinaliza para um cenário de crescente valorização da qualidade de carcaça, onde a competitividade será condição essencial. Nesse contexto, o emprego e a incorporação de tecnologia e práticas gerenciais serão obrigatórios e irão requerer um trabalho multidisciplinar de muita criatividade que aproveite as experiências nacionais e internacionais disponíveis.

Esperamos que esta obra possa trazer um aporte nesse sentido, contribuindo na formação dos novos técnicos, com uma visão ampliada da atividade suinícola e, também, com todos aqueles que têm seu meio de vida na produção de suínos.

CAPÍTULO 1
SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS – 11
Sergio Nicolaiewsky; Ivo Wentz; Osmar A. Dalla Costa e Jurij Sobestiansky
1. INTRODUÇÃO – 13
2. O HOMEM – 13
3. ELEMENTOS DE DECISÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE PRODUÇÃO – 16
4. MODELOS DE SISTEMAS DE CRIAÇÃO – 17
5. TIPOS DE PRODUÇÃO – 19
6. ESTRUTURA DA PRODUÇÃO – 20
7. ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO – 21
8. PLANEJAMENTO DA NECESSIDADE DE EDIFICAÇÕES E EQUIPAMENTOS – 23
9. AGRADECIMENTOS – 26
10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 26

CAPÍTULO 2
ASPECTOS DA PRODUTIVIDADE – 27
Luiz A. C. Sesti e Jurij Sobestiansky
1. INTRODUÇÃO – 29
2. PERFIL DA SUINOCULTURA MODERNA – 29
3. DIAS NÃO-PRODUTIVOS – 30
4. ALVOS DE PRODUTIVIDADE – 31
5. SISTEMAS INFORMATIZADOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO DA PRODUÇÃO – 33
6. RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO – 34
7. ALGUNS ASPECTOS ADICIONAIS SOBRE SISTEMAS INFORMATIZADOS DE CONTROLE E
GERENCIAMENTO DA PRODUÇÃO – 41
8. CONSIDERAÇÕES FINAIS – 43
9. AGRADECIMENTOS – 43
10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 43

CAPÍTULO 3
NUTRIÇÃO – 45
Antônio Mário Penz Junior e Eduardo Spillari Viola
1. CRESCIMENTO DO SUÍNO – 47
2. ENERGIA – 48
3. PROTEÍNA – 51
4. LIPÍDIOS – 54
5. VITAMINAS – 54
6. MINERAIS – 56
7. ÁGUA – 57
8. SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO – 58
9. AGRADECIMENTOS – 59
10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 59
11. APÊNDICES – 60

CAPÍTULO 4
MANEJO DA ALIMENTAÇÃO – 65
Jorge Vitor Ludke; Teresinha Marisa Bortol e Gerson Neudi Scheuermann
1. INTRODUÇÃO – 67
2. FASE REPRODUTIVA – 67
3. LEITÕES NO ALEITAMENTO E CRECHE – 74
4. SUÍNOS EM CRESCIMENTO E TERMINAÇÃO – 80
5. AGRADECIMENTOS – 88
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 88

CAPÍTULO 5
MONITORIAS SANITÁRIAS – 91
Ricardo A. Soncini e Sérgio E. Madureira Júnior
1. INTRODUÇÃO – 93
2. UTILIZAÇÃO DAS MONITORIAS SANITÁRIAS – 93
3. TIPOS DE MONITORIAS – 94
4. DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DA AMOSTRA – 109
5. AGRADECIMENTOS – 109
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 110

CAPÍTULO 6
LIMPEZA E DESINFECÇÃO – 111
Jurij Sobestiansky; Ivo Wentz; Paulo Roberto S. da Silveira; Luiz C. A. Sesti; David Emilio S. N. de Barcellos e André Conceição Lopez
1. INTRODUÇÃO – 113
2. RELAÇÃO ENTRE A CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL E A OCORRÊNCIA DE DOENÇAS – 113
3. IMPORTÂNCIA DA LIMPEZA E DESINFECÇÃO – 114
4. TIPOS DE SISTEMAS DE MANEJO DAS INSTALAÇÕES – 115
5. PROGRAMA DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS INSTALAÇÕES – 117
6. EQUIPAMENTOS – 122
7. APLICAÇÃO PRÁTICA DE UM PROGRAMA DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO – 122
8. COMENTÁRIO SOBRE A LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SETORES ESPECÍFICOS – 124
9. VAZIO SANITÁRIO – 125
10. VASSOURA-DE-FOGO OU LANÇA-CHAMAS – 125
11. FUMIGAÇÃO – 126
12. NEBULIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES OCUPADAS COM UMA SOLUÇÃO DE DESINFETANTE – 128
13. MEDIDAS COMPLEMENTARES A UM PROGRAMA DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO – 128
14. AGRADECIMENTOS – 133
15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 134

CAPÍTULO 7
MANEJO DO LEITÃO DESDE O NASCIMENTO ATÉ O ABATE – 135
Nelson Mores; Jurij Sobestiansky; Ivo Wentz e Andrea Mike Moreno
1. PREPARAÇÃO DA MATERNIDADE – 137
2. CUIDADOS COM OS LEITÕES DURANTE O PARTO – 137
3. FORNECIMENTO DE CALOR SUPLEMENTAR AOS LEITÕES RECÉM-NASCIDOS – 139
4. MAMADA NA PRIMEIRA HORA APÓS O PARTO – 142
5. PRIMEIRA MAMADA – 143
6. CAPACIDADE DE CRIAÇÃO DE LEITÕES E TRANSFERÊNCIA UNILATERAL DE LEITÕES – 143
7. TRANSFERÊNCIA CRUZADA DE LEITÕES – 144
8. CRIAÇÃO OU ALEITAMENTO ARTIFICIAL DE LEITÕES – 144
9. APLICAÇÃO DE VITAMINAS A, D3 E E – 145
10. APLICAÇÃO DE GLICOSE A 5% VIA INTRAPERITONEAL OU SUBCUTÂNEA – 145
11. ELIMINAÇÃO DOS LEITÕES COM PESO ABAIXO DE 700g – 145
12. CORTE DO ÚLTIMO TERÇO DA CAUDA – 146
13. MEDICAÇÃO PREVENTIVA CONTRA ANEMIA FERROPRIVA – 147
14. FORNECIMENTO DE ÁGUA AOS LEITÕES – 148
15. FORNECIMENTO DA PRIMEIRA RAÇÃO AOS LEITÕES – 149
16. CASTRAÇÃO DOS LEITÕES – 149
17. MANEJO DOS LEITÕES COM POUCO DESENVOLVIMENTO – 151
18. DESMAME – 151
19. TRANSFERÊNCIA DE LEITÕES FRACOS – 155
20. FASE DE CRESCIMENTO E TERMINAÇÃO – 155
21. TRANSFERÊNCIA DE LEITÕES COM UMA MÉDIA DE 20kg PARA GRANJAS DE TERMINADORES – 157
22. SEPARAÇÃO DOS MACHOS E DAS FÊMEAS DESTINADOS À REPRODUÇÃO – 157
23. CASTRAÇÃO DOS REPRODUTORES DESCARTADOS – 158
24. CARREGAMENTO E TRANSPORTE DE ANIMAIS – 158
25. AGRADECIMENTOS – 160
26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 161

CAPÍTULO 8
MANEJO DA FÊMEA REPRODUTORA – 163
Paulo R. S. da Silveira; Fernando Bortolozzo; Ivo Wentz e Jurij Sobestiansky
1. FÊMEA NULÍPARA – 165
2. MANEJO DA COBERTURA – 170
3. PERÍODO DE GESTAÇÃO – 177
4. PARTO – 181
5. LACTAÇÃO – 187
6. DESMAME – 189
7. AGRADECIMENTOS – 192
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 192

CAPÍTULO 9
ASPECTOS SANITÁRIOS RELACIONADOS COM O REPRODUTOR – 197
Ilmo Wentz; Paulo R. S. da Silveira, Ivo Wentz; Luiz A.C. Sesti e Jurij Sobestiansky
1. IMPORTÂNCIA E FUNÇÕES DO CACHAÇO – 199
2. AGRADECIMENTOS – 206
3. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 206

CAPÍTULO 10
INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM SUÍNOS – 209
Ivo Wentz e L. F. Bortolozzo
1. INTRODUÇÃO – 211
2. VANTAGENS NO USO DA IA – 211
3. DESVANTAGENS OU LIMITAÇÕES DO USO DA IA – 211
4. PROGRAMAS DE IA – 212
5. LOCALIZAÇÃO DA CIA – 212
6. INSTALAÇÕES – 212
7. ROTINA DA CIA – 213
8. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL PROPRIAMENTE DITA – 218
9. SÊMEN CONGELADO – 219
10. AGRADECIMENTOS – 220
11. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 220

CAPÍTULO 11
CONSIDERAÇÕES SOBRE A QUESTÃO DOS DEJETOS E O MEIO AMBIENTE – 221
Carlos Claudio Perdomo e Gustavo J. M. M. de Lima
1. INTRODUÇÃO – 223
2. INFLUÊNCIA DA NUTRIÇÃO E DO MANEJO ALIMENTAR SOBRE A COMPOSIÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS DEJETOS DE SUÍNOS – 225
3. UTILIZAÇÃO DE DEJETOS DE SUÍNOS – 228
4. MANEJO E TRATAMENTO DOS DEJETOS – 231
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS – 233
6. AGRADECIMENTOS – 234
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 234

CAPÍTULO 12
UTILIZAÇÃO DE VACINAS – 237
David Emilio S. N. de Barcellos; Jurij Sobestiansky e Itamar A. Piffer
1. INTRODUÇÃO – 239
2. CARACTERÍSTICAS DE UMA BOA VACINA – 239
3. CRITÉRIOS A SEREM CONSIDERADOS PARA USO DE VACINAS – 239
4. PRINCIPAIS VACINAS UTILIZADAS EM SUÍNOS – 240
5. FALHAS NA VACINAÇÃO – 250
6. CONSIDERAÇÕES SOBRE PROGRAMAS DE VACINAÇÃO – 252
7. AGRADECIMENTOS – 253
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 253

CAPÍTULO 13
EFEITO DE FATORES AMBIENTAIS NA OCORRÊNCIA DE DOENÇAS – 255
Itamar A. Piffer; Carlos C. Perdomo e Jurij Sobestiansky
1. INTRODUÇÃO – 257
2. IMUNIDADE DO REBANHO – 257
3. REDUÇÃO DOS EFEITOS ESTRESSANTES AMBIENTAIS – 258
4. EXIGÊNCIAS FÍSICAS – 259
5. QUALIDADE QUÍMICA DO AR – 261
6. CONDICIONADORES SOCIAIS – 261
7. PRINCÍPIOS GERAIS PARA OBTENÇÃO DO AMBIENTE DESEJADO – 264
8. SÍNTESE – 269
9. FATORES DE RISCO – 269
10. FATORES DE RISCO NA MATERNIDADE ASSOCIADOS A DIARRÉIA, MORTALIDADE E BAIXO DESEMPENHO DE LEITÕES NO BRASIL – 270
11. FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À DIARRÉIA PÓS-DESMAME DE LEITÕES DE SANTA CATARINA-BRASIL – 270
12. FATORES DE RISCO ASSOCIADOS A DOENÇAS RESPIRATÓRIAS, RESULTADOS DE ESTUDO REALIZADO NA FRANÇA – 271
13. FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À OCORRÊNCIA DE MENINGITE ESTREPTOCÓCCICA – 272
14. FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À OCORRÊNCIA DE INFECÇÕES URINÁRIAS EM FÊMEAS EM PRODUÇÃO – 273
15. AGRADECIMENTOS – 273
16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 273

CAPÍTULO 14
CONTROLE DE ENDOPARASITOS – 275
Gilberto B. Lignon; Doralice Pedroso de Paiva; Jurij Sobestiansky e Antônio Pereira de Souza
1. INTRODUÇÃO – 277
2. ADMINISTRAÇÃO DE ANTI-HELMÍNTICOS A SUÍNOS EM AMAMENTAÇÃO – 278
3. ADMINISTRAÇÃO DE ANTI-HELMÍNTICOS A SUÍNOS DESMAMADOS E DESTINADOS À ENGORDA – 279
4. ADMINISTRAÇÃO DE ANTI-HELMÍNTICOS A MATRIZES E CACHAÇOS – 279
5. AGRADECIMENTOS – 280
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 280

CAPÍTULO 15
CONTROLE DE ECTOPARASITOS – 283
Doralice Pedroso de Paiva; Gilberto Brasil Lignon; Jurij Sobestiansky e Antônio Pereira de Souza
1. INTRODUÇÃO – 285
2. SARNA SARCÓPTICA – 285
3. PIOLHOS – 287
4. PULGAS – 287
5. MOSCAS CAUSADORAS DE MIÍASES (BICHEIRAS) – 288
6. AGRADECIMENTOS – 288
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 288

CAPÍTULO 16
ADMINISTRAÇÃO DA PROPRIEDADE SUINÍCOLA – 291
Ademir F. Girotto e Dirceu J. D. Talamini
1. INTRODUÇÃO – 293
2. PLANEJAMENTO – 293
3. ORGANIZAÇÃO – 294
4. DIREÇÃO – 294
5. CONTROLE – 295
6. CONSIDERAÇÕES FINAIS – 298
7. AGRADECIMENTOS – 298
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 298

CAPÍTULO 17
ANÁLISE DE INVESTIMENTOS – 299
Dirceu J. D. Talamini e Jonas Irineu dos Santos Filho
1. INTRODUÇÃO – 301
2. ANÁLISE DE INVESTIMENTOS – 301
3. PRINCIPAIS MÉTODOS USADOS NA AVALIAÇÃO DE PROJETOS – 304
4. CONCLUSÕES – 312
5. AGRADECIMENTOS – 312
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 312
ANEXO 1 – 313
ANEXO 2 – 315

CAPÍTULO 18
BIOSSEGURIDADE: POLÍTICAS E METODOLOGIAS PARA A IMPLANTAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS COM ALTO NÍVEL DE SAÚDE – 317
Luiz A C. Sesti
1. INTRODUÇÃO – 319
2. NÍVEL DE SAÚDE DE REBANHOS SUÍNOS – 319
3. BIOSSEGURIDADE – 320
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS – 324
5. PRODUÇÃO DE SUÍNOS EM SÍTIOS ISOLADOS – 324
6. AGRADECIMENTOS – 332
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 332

CAPÍTULO 19
INTRODUÇÃO DE ANIMAIS EM UM SISTEMA DE PRODUÇÃO – 335
Jurij Sobestiansky; David Emilio S. N. de Barcellos e Luiz Almiro Carvalho Sesti
1. SITUAÇÕES DE RISCO NA INTRODUÇÃO DE ANIMAIS EM UM SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS (SPS) – 337
2. CUIDADOS A SEREM ADOTADOS ANTES DA INTRODUÇÃO DE ANIMAIS DE REPOSIÇÃO EM UM SISTEMA DE PRODUÇÃO – 337
3. AGRADECIMENTOS – 344
4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 344
ANEXO 1 – 345
INSTRUÇÃO OPERATIVA Nº 1 – 346

CAPÍTULO 20
MELHORAMENTO GENÉTICO DE SUÍNOS – 349
Renato Irgang
1. INTRODUÇÃO – 351
2. FENÓTIPO, GENÓTIPO E AMBIENTE – 351
3. MELHORIA GENÉTICA – 351
4. ESTRUTURA DA PRODUÇÃO DE SUÍNOS – 354
5. RAÇAS, CRUZAMENTOS E SUAS VANTAGENS – 354
6. REPOSIÇÃO DOS PLANTÉIS DE SUÍNOS – 358
7. CONCLUSÕES – 359
8. AGRADECIMENTOS – 359
9. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 359

CAPÍTULO 21
APLICAÇÃO DE MEDICAMENTOS – 361
Jurij Sobestiansky e Ivo Wentz
1. INTRODUÇÃO – 363
2. TÉCNICAS, LOCAIS E FORMAS DE APLICAÇÃO E DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS EM SUÍNOS – 364
3. CONDIÇÕES BÁSICAS PARA QUE A APLICAÇÃO DE MEDICAMENTOS, VIA INJETÁVEL, PRODUZA O EFEITO ESPERADO – 370
4. RESÍDUOS DE MEDICAMENTOS EM GÊNEROS ALIMENTÍCIOS – 370
5. FARMÁCIA – 371
6. SERINGAS E AGULHAS – 372
7. AGRADECIMENTOS – 373
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 373

CAPÍTULO 22
CONTROLE INTEGRADO DE MOSCAS – 375
Doralice Pedroso de Paiva
1. INTRODUÇÃO – 377
2. CICLO DE VIDA – 377
3. PAPEL ECOLÓGICO DAS MOSCAS – 377
4. PROBLEMAS CAUSADOS PELAS MOSCAS – 377
5. CONTROLE INTEGRADO – 379
6. AGRADECIMENTOS – 381
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 381

CAPÍTULO 23
CONTROLE DE ROEDORES – 383
Constâncio de Carvalho Neto
1. INTRODUÇÃO – 385
2. O PROBLEMA – 385
3. A BIOLOGIA – 385
4. PROCESSOS DE COMBATE – 386
5. COMBATE A CAMUNDONGOS – 387
6. COMBATE A RATOS-PRETOS LOCALIZADOS NOS TELHADOS – 387
7. COMBATE A RATAZANAS OU A RATOS-PRETOS QUE ESTEJAM FAZENDO TOCAS NO CHÃO – 387
8. AGRADECIMENTOS – 388
9. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS – 388

Editores: Jurij Sobestiansky, Ivo Wentz, Paulo R. S. da Silveira e Luiz A. C. Sesti
Ano: 1998 (reimpressão 2008)
Número de Páginas: 388
Tamanho: 20,5 x 30 cm
Editora: Embrapa
Acabamento: Brochura
ISBN: 85-7383-036-0
Prazo de entrega
Prazo de entrega: Sedex de 03 a 05 dias úteis e PAC de 05 a 15 dias úteis
Indique este produto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome (para):
E-mail(para):
Comentários:
 
Voltar
vazio

AGRIANUAL 2018
R$ 897,75
O SOLO, DA GESTAÇÃO À MATURIDADE
R$ 46,20
ESTATÍSTICA MULTIVARIADA 3ª Edição
R$ 95,00
EXAME DE CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA-10: teoria
R$ 74,90

Ver Todas as Novidades
——————————————————————————————

CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone/Fax (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Formas de Pagamento
—————————————————————————————
Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados