IMPORTADOS
· Diversos
LIVROS TÉCNICOS
· Administração
· Agronomia
· Biologia - Ecologia
· Direito
· Diversos
· Engenharia Ambiental
· Engenharia Civil
· Engenharia de Alimentos
· Engenharia Florestal
· Entomologia
· Estatística
· Fisiologia Vegetal
· Fitopatologia
· Geologia
· Geoprocessamento
· Irrigação - Hidráulica
· Medicina Veterinária
· Nutrição
· Química
· Técnicas de Pesquisa - Estudos
· Zootecnia
 




GENÉTICA APLICADA À BIOTECNOLOGIA
R$ 52,00


  LIVROS TÉCNICOS >>> Agronomia
 
TÓPICOS EM MANEJO DE PLANTAS DANINHAS
 
TÓPICOS EM MANEJO DE PLANTAS DANINHAS     
  
Por: R$ 92,00 
 
 

   
   
   

Clique na imagem para ampliá-la
Descrição
TÓPICOS EM MANEJO DE PLANTAS DANINHAS foi elaborado por meio da seleção de assuntos relacionados à ciência das plantas daninhas. Além da preocupação dos editores em apresentar um material atualizado sobre os tópicos Biologia, Métodos de controle, Resistência, Mecanismo de ação, Absorção, Translocação, Comportamento no solo e Tecnologia de aplicação de herbicidas, o livro traz como inovação um capítulo sobre Manejo de Ambientes Contaminados por Herbicidas. É destinado a professores, pesquisadores, técnicos e estudantes de graduação e pós-graduação em Ciências Agrárias e Ambiental e demais interessados no manejo sustentável dos sistemas agrícolas.

CAPÍTULO 1 - BIOLOGIA DE PLANTAS DANINHAS
PLANTA DANINHA – 17
PREJUÍZOS CAUSADOS PELAS PLANTAS DANINHAS – 19
PREJUÍZOS DIRETOS – 19
PREJUÍZOS INDIRETOS – 19
ORIGEM, ESTABELECIMENTO E PROPAGAÇÃO DAS PLANTAS DANINHAS – 21
CLASSIFICAÇÃO DAS PLANTAS DANINHAS – 28
CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO CICLO VEGETATIVO – 29
CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO HÁBITO DE CRESCIMENTO – 31
CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO HABITAT – 31
CARACTERÍSTICAS DE AGRESSIVIDADE DAS PLANTAS DANINHAS – 32
COMPETIÇÃO ENTRE PLANTAS DANINHAS E CULTURAS – 34
FATORES DO AMBIENTE PASSÍVEIS DE COMPETIÇÃO – 35
COMPETIÇÃO POR ÁGUA – 39
COMPETIÇÃO POR LUZ – 42
COMPETIÇÃO POR CO² – 46
COMPETIÇÃO POR NUTRIENTES – 46
ALELOPATIA – 48
ALELOPATIA DAS PLANTAS DANINHAS SOBRE AS CULTURAS E PLANTAS DANINHAS – 52
ALELOPATIA DAS CULTURAS SOBRE AS PLANTAS DANINHAS – 53
ALELOPATIA ENTRE CULTURAS – 53
ALELOPATIA DAS COBERTURAS MORTAS – 54
INTERFERÊNCIA E PERÍODO CRÍTICO DE COMPETIÇÃO – 55
REFERÊNCIAS – 59

CAPÍTULO 2 - MÉTODOS DE CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS
INTRODUÇÃO – 63
CONTROLE PREVENTIVO – 64
CONTROLE CULTURAL – 65
CONTROLE MECÂNICO – 66
CONTROLE FÍSICO – 67
CONTROLE BIOLÓGICO – 69
CONTROLE QUÍMICO – 70
MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS DANINHAS (MIPD) – 72
REFERÊNCIAS – 80

CAPÍTULO 3 - HERBICIDAS: CLASSIFICAÇÃO E MECANISMOS DE AÇÃO
QUANTO À SELETIVIDADE – 83
HERBICIDAS SELETIVOS – 83
HERBICIDAS NÃO-SELETIVOS – 84
QUANTO À ÉPOCA DE APLICAÇÃO – 84
PRÉ-PLANTIO – 85
PÓS-PLANTIO – 85
QUANTO À TRANSLOCAÇÃO – 86
QUANTO AOS MECANISMOS DE AÇÃO – 86
HERBICIDAS AUXÍNICOS OU MIMETIZADORES DE AUXINA – 86
SELETIVIDADE – 88
PROBLEMAS CAUSADOS PELA UTILIZAÇÃO INCORRETA DE HERBICIDAS AUXÍNICOS – 88
CARACTERIZAÇÃO DE ALGUNS HERBICIDAS AUXÍNICOS – 89
HERBICIDAS INIBIDORES DO FOTOSSISTEMA II – 92
MECANISMO DE AÇÃO – 92
CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS INIBIDORES DO FOTOSSISTEMA II – 95
MECANISMOS DE SELETIVIDADE – 96
CARACTERIZAÇÃO DE ALGUNS HERBICIDAS INIBIDORES DO FOTOSSISTEMA II – 97
HERBICIDAS INIBIDORES DA PPO – 105
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS – 105
MECANISMO DE AÇÃO – 106
CARACTERIZAÇÃO DE ALGUNS HERBICIDAS INIBIDORES DA PPO – 108
HERBICIDAS INIBIDORES DO ARRANJO DOS MICROTÚBULOS – 111
MECANISMO DE AÇÃO – 111
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS – 112
CARACTERIZAÇÃO DE ALGUNS HERBICIDAS INIBIDORES DOS MICROTÚBULOS – 113
INIBIDORES DA SÍNTESE DE ÁCIDOS GRAXOS DE CADEIAS MUITO LONGAS (VLCFA) – 114
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS – 114
MECANISMO DE AÇÃO DAS CLOROACETAMIDAS – 115
CARACTERÍSTICAS DE ALGUMAS CLOROACETAMIDAS – 116
HERBICIDAS INIBIDORES DO FOTOSSISTEMA I – 118
CARACTERÍSTICAS GERAIS – 119
MECANISMO DE AÇÃO – 119
PRINCIPAL HERBICIDA DO GRUPO – 120
HERBICIDAS INIBIDORES DA ACETOLACTATO SINTASE – 120
ALGUMAS SULFONILURÉIAS – 123
ALGUMAS IMIDAZOLINONAS – 127
HERBICIDA DERIVADO DO ÁCIDO PIRIMIDINILOXIBENZÓICO – 130
HERBICIDAS INIBIDORES DA EPSPs – 131
MECANISMO DE AÇÃO – 131
CARACTERÍSTICAS GERAIS – 132
HERBICIDAS INIBIDORES DA GLUTAMINA SINTETASE – 134
MECANISMO DE AÇÃO – 134
CARACTERÍSTICAS GERAIS – 135
HERBICIDAS INIBIDORES DA ACCase – 135
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS – 135
MECANISMOS DE AÇÃO – 136
CARACTERIZAÇÃO DE ALGUNS INIBIDORES DA ACCase – 138
HERBICIDAS INIBIDORES DA SÍNTESE DE LIPÍDEOS (NÃO INIBEM A ACCase) – 141
HERBICIDAS INIBIDORES DA SÍNTESE DE CAROTENÓIDES (DESPIGMENTADORES) – 143
REFERÊNCIAS – 147

CAPÍTULO 4 - HERBICIDAS: ABSORÇÃO, TRANSLOCAÇÃO, METABOLISMO, FORMULAÇÃO E MISTURAS
ABSORÇÃO DE HERBICIDAS – 149
INTRODUÇÃO – 149
INTERCEPTAÇÃO, RETENÇÃO E ABSORÇÃO DE HERBICIDA PELA FOLHA – 150
PENETRAÇÃO PELO CAULE – 159
PENETRAÇÃO PELAS RAÍZES – 160
FATORES QUE INFLUENCIAM A ABSORÇÃO ATRAVÉS DAS RAÍZES – 162
MECANISMO DE ABSORÇÃO DE HERBICIDAS – 163
TRANSLOCAÇÃO DE HERBICIDAS – 165
CONCEITO DE MOVIMENTO SIMPLÁSTICO E APOPLÁSTICO – 166
MOVIMENTO DESCENDENTE – 167
MOVIMENTO ASCENDENTE – 168
TRANSLOCAÇÃO DE ALGUNS HERBICIDAS – 168
METABOLISMO DOS HERBICIDAS NAS PLANTAS – 171
FORMULAÇÃO – 177
VEÍCULO DE APLICAÇÃO (ÁGUA) – 179
TIPOS DE FORMULAÇÕES – 180
FORMULAÇÕES SÓLIDAS – 180
FORMULAÇÕES LÍQUIDAS – 181
MISTURAS DE HERBICIDAS – 182
VANTAGENS DAS MISTURAS OU COMBINAÇÕES DE HERBICIDAS – 183
INCOMPATIBILIDADE – 184
INTERAÇÕES ENTRE HERBICIDAS – 184
INTERAÇÕES DE HERBICIDAS COM INSETICIDAS EM MISTURA – 186
INTERAÇÕES DE HERBICIDAS COM FERTILIZANTES EM MISTUA – 186
REFERÊNCIAS – 187

CAPÍTULO 5 - HERBICIDAS: COMPORTAMENTO NO SOLO
INTRODUÇÃO – 189
IMPORTÃNCIA DO ESTUDO DE HERBICIDAS NO SOLO – 190
PROCESSOS DE RETENÇÃO – 192
PRECIPITAÇÃO – 192
ABSORÇÃO – 193
ADSORÇÃO – 193
SORÇÃO – 194
ESTIMATIVA DA SORÇÃO – 197
ISOTERMAS DE SORÇÃO – 200
PRINCIPAIS PROPRIEDADES DO SOLO QUE INFLUENCIAM A SORÇÃO DE HERBICIDAS – 205
IMPORTÂNCIA DA MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO NA SORÇÃO DE HERBICIDAS – 205
TEXTURA E MINERALOGIA – 210
pH DO SOLO – 212
PRINCIPAIS PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS DOS HERBICIDAS QUE INTERFEREM NA SUA SORÇÃO NO SOLO – 215
COEFICIENTE DE PARTIÇÃO OCTANOL-ÁGUA KOW – 215
CAPACIDADE DE DISSOCIAÇÃO ELETROLÍTICA PKA – 216
DESSORÇÃO – 219
PROCESSOS DE TRANSPORTE – 220
ESCORRIMENTO SUPERFICIAL (RUN-OFF) E SUB-SUPERFICIAL (RUN-IN) – 221
VOLATILIZAÇÃO – 222
FATORES QUE INFLUENCIAM A VOLATILIZAÇÃO – 223
ALTERNATIVAS PARA REDUÇÃO DE PERDAS POR VOLATILIZAÇÃO – 224
PRESSÃO DE VAPOR (PV) – 225
SOLUBILIDADE (S) – 227
RELAÇÃO ENTRE PRESSÃO DE VAPOR (PV) E SOLUBILIDADE (S) – 228
RELAÇÃO ENTRE KH E INCORPORAÇÃO DE HERBICIDAS – 229
ABSORÇÃO PELAS PLANTAS – 229
LIXIVIAÇÃO – 229
PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO – 232
PERSISTÊNCIA – 233
DEGRADAÇÃO QUÍMICA – 238
DEGRADAÇÃO BIOLÓGICA (MICROBIANA) OU BIODEGRADAÇÃO – 239
FOTODECOMPOSIÇÃO OU FOTÓLISE – 241
CONSIDERAÇÕES FINAIS – 243
REFERÊNCIAS – 243

CAPÍTULO 6 - FITORREMEDIAÇÃO DE ÁREAS CONTAMINADAS POR HERBICIDAS
INTRODUÇÃO – 249
FITORREMEDIAÇÃO: MECANISMO DE BIORREMEDIAÇÃO – 251
HERBICIDAS RESIDUAIS: OBJETO DE ESTUDO – 253
FITORREMEDIAÇÃO: CLASSIFICAÇÕES – 254
RIZOFILTRAÇÃO – 256
FITOESTIMULAÇÃO E RIZODEGRADAÇÃO – 258
FITODEGRADAÇÃO – 260
ESTRATÉGIAS PARA O SUCESSO DA FITORREMEDIAÇÃO – 263
LIMITAÇÕES PARA O EMPREGO DA TÉCNICA – 263
ESCOLHA DA ESPÉCIE VEGETAL REMEDIADORA – 264
PROPOSTA DE ETAPAS PARA A SELEÇÃO DAS PLANTAS – 265
CONSIDERAÇÕES FINAIS – 273
REFERÊNCIAS – 274

CAPÍTULO 7 - HERBICIDAS: RESISTÊNCIA DE PLANTAS
INTRODUÇÃO – 279
MECANISMOS QUE CONFEREM RESISTÊNCIA – 282
ALTERAÇÃO DO LOCAL DE AÇÃO – 282
METABOLIZAÇÃO – 284
COMPARTIMENTALIZAÇÃO – 284
ABSORÇÃO E TRANSLOCAÇÃO – 284
SENSIBILIDADE, TOLERÂNCIA E RESISTÊNCIA – 285
RESISTÊNCIA CRUZADA – 285
RESISTÊNCIA MÚLTIPLA – 286
EVOLUÇÃO DA RESISTÊNCIA – 287
FATORES QUE FAVORECEM O SURGIMENTO DA RESISTÊNCIA – 293
PRESSÃO DE SELEÇÃO – 293
VARIABILIDADE GENÉTICA – 293
DIAGNÓSTICO DA RESISTÊNCIA A CAMPO – 294
COMO CONFIRMAR A RESISTÊNCIA – 295
COMO EVITAR A RESISTÊNCIA – 296
MANEJO DA RESISTÊNCIA A HERBICIDAS – 298
CARACTERÍSTICAS DA RESISTÊNCIA POR GRUPOS HERBICIDAS – 299
AUXINAS – 299
BIPIRIDÍLIOS – 300
DERIVADOS DA GLICINA – 300
DINITROANILINAS – 302
INIBIDORES DE ACCase – 302
INIBIDORES DE ALS – 303
TRIAZINAS – 305
URÉIAS/AMIDAS – 305
SELEÇÃO DE BIÓTIPOS RESISTENTES POR DIFERENTES MECANISMOS DE AÇÃO HERBICIDA – 306
A RESISTÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS NO BRASIL – 307
RESISTÊNCIA DO AZEVÉM (LOLIUM MULTIFLORUM) AO GLYPHOSATE – 309
CULTURAS TRANSGÊNICAS E PLANTAS DANINHAS RESISTENTES A HERBICIDAS – 314
CULTURAS TRANSGÊNICAS – 314
PLANTAS DANINHAS RESISTENTES EM CULTURAS TRANSGÊNICAS – 318
COMENTÁRIOS FINAIS – 320
REFERÊNCIAS – 320

CAPÍTULO 8 - TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE HERBICIDAS
INTRODUÇÃO – 325
ALVO BIOLÓGICO E EFICIÊNCIA – 327
MÉTODOS DE APLICAÇÃO DE DEFENSIVOS – 329
APLICAÇÃO VIA LÍQUIDA – 329
COBERTURA DO ALVO – 332
CLASSIFICAÇÃO DO TAMANHO DE GOTAS – 335
QUALIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DA PULVERIZAÇÃO – 337
DERIVA - CAUSAS E CONTROLE – 340
EQUIPAMENTOS E TÉCNICAS PARA APLICAÇÃO VIA LÍQUIDA – 342
TIPOS DE PULVERIZADORES – 342
COMPONENTES BÁSICOS DOS PULVERIZADORES HIDRÁULICOS – 344
TANQUE OU DEPÓSITO DO PULVERIZADOR – 344
AGITADORES DE TANQUE – 344
REGISTROS – 345
FILTROS – 345
BOMBA – 345
CÂMARA DE COMPENSAÇÃO – 346
REGULADOR DE PRESSÃO – 346
MANÔMETRO – 347
REGISTROS OU VÁLVULAS DIRECIONAIS – 347
BARRA – 348
BICOS – 349
CALIBRAÇÃO DO PULVERIZADOR DE BARRA – 355
EXEMPLOS DE CÁLCULOS – 357
SEGURANÇA NA APLICAÇÃO DE DEFENSIVOS – 362
EXERCÍCIOS PROPOSTOS – 363
REFERÊNCIAS – 367

Autores: Antonio Alberto da Silva e José Francisco da Silva
Ano: 2007 (reimpressão 2013)
Número de Páginas: 367
Tamanho: 15 x 22 cm
Editora: UFV
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-7269-275-5
Prazo de entrega
Prazo de entrega: Sedex de 03 a 05 dias úteis e PAC de 05 a 15 dias úteis
Indique este produto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome (para):
E-mail(para):
Comentários:
 
Voltar
vazio

COMPÊNDIO DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS (CD-ROM)
R$ 125,00
IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO CONVENCIONAL
R$ 77,30
CONSERVAÇÃO E USO DA AGROBIODIVERSIDADE Vol. 3
R$ 64,00
ARBORIZAÇÃO URBANA: guia para identificação, manejo e avaliação do risco de queda
R$ 40,00

Ver Todas as Novidades
——————————————————————————————

CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone/Fax (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Formas de Pagamento
—————————————————————————————
Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados