IMPORTADOS
· Diversos
LIVROS TÉCNICOS
· Administração
· Agronomia
· Biologia - Ecologia
· Direito
· Diversos
· Engenharia Ambiental
· Engenharia Civil
· Engenharia de Alimentos
· Engenharia Florestal
· Entomologia
· Estatística
· Fisiologia Vegetal
· Fitopatologia
· Geologia
· Geoprocessamento
· Irrigação - Hidráulica
· Medicina Veterinária
· Nutrição
· Química
· Técnicas de Pesquisa - Estudos
· Zootecnia
 




BALEIAS, BOTOS E GOLFINHOS DO BRASIL: guia de identificação
R$158,40


  LIVROS TÉCNICOS >>> Biologia - Ecologia
 
CERRADO: ecologia e flora Vol. 1
 
CERRADO: ecologia e flora Vol. 1     
  
Por: R$70,00 
 
 

   
   
   

Clique na imagem para ampliá-la
Descrição
Há aproximadamente 10 anos, boa parte do conhecimento sobre os recursos naturais do bioma Cerrado foi divulgada na publicação Cerrado: ambiente e flora, há muito esgotada. A boa aceitação com que ela foi recebida pelo público leitor convidava a uma segunda edição. A simples revisão de conteúdo era, porém, insuficiente, considerando as diversas informações geradas nos últimos anos sobre aquele bioma. Por esse motivo, nesta edição, foram incorporados sete capítulos e atualizados os demais. O único capítulo sem alteração de conteúdo é o intitulado Ocupação indígena do Cerrado: esboço de uma história.

Por conta dos acréscimos feitos ao texto original, entre os quais informações sobre a dinâmica do ambiente, o antigo título deixou de corresponder integralmente ao conteúdo. O novo título, Cerrado: ecologia e flora, ficou mais adequado a seus propósitos. A enorme quantidade de informações justificou a divisão desta obra em dois volumes: o volume 1 traz um grande acervo de conhecimentos gerais sobre o bioma, enquanto o volume 2 concentra informações taxonômicas sobre o número e a riqueza de espécies vegetais. Essa divisão busca facilitar o acesso dos leitores aos dois grupos de conhecimentos específicos.

Para valorizar a diversidade de pensamento de cada autor, decidiu-se manter o estilo pessoal. A padronização pura e simples poderia cercear essa criatividade. Assim, preservou-se a uniformização das denominações das fitofisionomias, mas respeitando a maneira peculiar de expressão. É preciso lembrar que, no capítulo Ocupação indígena do Cerrado: esboço de uma história, foi mantida a grafia original da primeira edição, dos nomes das etnias indígenas, em obediência ao princípio da autoridade do texto. Obras mais recentes sobre comunidades ameríndias substituem “y” por “i” e “k” por “c”, como o termo craô (aqui transcrito como “Krahô”) ou caiapó (aqui escrito “Kayapó”).

Nesta edição, muitas informações foram acrescentadas à lista da flora do Cerrado. O número de espécies quase dobrou e está disponível no volume 2, em papel e em CD; numa próxima etapa, também será apresentado em formato de banco de dados. Este segundo volume tem como base a Taxonomia, ciência que descreve e classifica os organismos, com vários sistemas de classificação e uma vastíssima literatura. Os sistemas taxonômicos revelam ampla diversidade de interpretação, com conseqüências sobre outras ciências, como a Ecologia. Considere-se, a título de exemplo, uma amostra de 12 mil espécies; no sistema de Takhtajan, o número de famílias seria de 180, enquanto, no sistema de Rendle, seria de apenas 132 famílias, resultando em elevada amplitude de variação e em diferentes interpretações dos dados apresentados.

Para utilizar e preservar o bioma Cerrado, é necessário, em primeiro lugar, conhecer suas fitofisionomias e as espécies que as compõem. A identificação dessas espécies, base para o entendimento sobre os seres vivos, responde a muitas indagações. Por exemplo: que organismos existem em determinado ambiente? Quantas e quais espécies estão conservadas em certa reserva? Quais as espécies raras? Quais estão ameaçadas? Cada pergunta mereceu, aqui, uma resposta clara, utilizando a nomenclatura apropriada e a definição do sistema usado. Nossa proposta é que, para valorizar o Cerrado, é imprescindível conhecê-lo muito bem.

No decorrer dos quase 3 anos de discussão e produção desta obra, desde o primeiro momento até sua finalização, a revisão gramatical passou pelo crivo de vários profissionais. Os revisores técnicos estão discriminados na primeira folha de cada capítulo. Desnecessário dizer que o conteúdo e as informações são de inteira responsabilidade dos autores.

Capítulo 1 - O conceito de savana e de seu componente de Cerrado – 19
Introdução – 21
Histórico sobre o termo, seus conceitos e definições – 22
Amplitude e diversidade de conceitos de savana – 24
Definições de savana – 25
Tipos de savana – 27
Distribuição geográfica das savanas – 29
Fatores ambientais que determinam as savanas – 32
O Cerrado é uma savana? – 39
Referências – 41

Capítulo 2 - Ocupação indígena do Cerrado: esboço de uma história – 47
Introdução – 49
Ocupação do cerrado por bandos de caçadores e coletores – 49
Processos culturais associados à ocupação inicial – 51
Processos de adaptação – 52
Ocupação do interior do continente no Holoceno Inicial – 54
Modelo de planejamento ambiental – 56
Ciclos de abastecimento – 57
Modelo das relações espaciais e comportamento cultural – 58
Ocupação do Cerrado por horticultores de aldeias – 60
Ligação de fases arqueológicas com as tribos coloniais – 61
Grupos indígenas sobreviventes – 64
Idéias para uma história – 65
Referências – 67

Capítulo 3 - Caracterização climática do bioma Cerrado – 69
Introdução – 71
A pluviometria e as características das massas de ar que atuam sobre o Cerrado – 71
Variação espaço-temporal das temperaturas (máxima, mínima e média) – 77
Variação, espaço-temporal da radiação global – 79
Variação espaço-temporal da evapotranspiração potencial – 82
Variação espaço-temporal da umidade relativa do ar – 83
Classificação climática do bioma Cerrado – 85
Considerações finais – 87
Referências – 87

Capítulo 4 - Recursos hídricos do bioma Cerrado: importância e situação – 89
Introdução – 91
Características hidrológicas do Cerrado – 91
Contribuição hídrica do Cerrado para as bacias brasileiras – 92
Situação geral dos recursos hídricos no Cerrado – 94
Zonas de conflitos iminentes ou potenciais – 95
Gestão dos recursos hídricos no Cerrado – 97
Considerações finais – 105
Referências – 105

Capitulo 5 - Solos do bioma Cerrado: aspectos pedológicos – 107
Introdução – 109
Características para distinguir as classes de solos – 109
Classes de solos – 112
Principais classes de solos do bioma Cerrado – 117
Síntese das principais classes de solos do Bioma Cerrado – 128
Pedodiversidade em relação à escala de observação – 131
Considerações finais – 132
Referências – 132
Anexo – 134

Capítulo 6 - As principais fltofisionomias do bioma Cerrado – 151
Os biomas do Brasil – 153
O bioma Cerrado – 156
Origem das formações florestais – 157
Origem das formações savânicas e campestres – 159
Cerrado definição de termos e expressões – 160
Trabalhos sobre terminologia fitofisionômica – 162
Padronização de termos fitofisionômicos – 163
Principais tipos fitofisionômicos do Cerrado – 164
Análise geral dos termos; expressões e a ecologia do Cerrado – 187
Análise das fitofisionomias consideradas – 188
Chave de identificação dos tipos fitofisionômicos do Cerrado – 197
Agradecimentos – 198
Referências – 199

Capítulo 7 - Padrões fitogeográficos e sua relação com sistemas de terra no bioma Cerrado – 213
Introdução – 213
Sistemas de terra - 216
Vegetação – 216
Análise multivariada pelo Método Twinspan – 217
Subsídios para manejo e conservação do Cerrado – 223
Agradecimentos – 225
Referências – 226

Capítulo 8 - Ecorregiões, unidades de conservação e representatividade ecológica do bioma Cerrado – 229
Introdução – 231
Base conceitual – 231
Métodos utilizados na definição de ecorregiões e da representatividade ecológica – 236
Ecorregiões e representatividade ecológica no bioma Cerrado – 239
Dados complementares sobre a diversidade dos biomas, ecótonos e ecorregiões brasileiros e sua representatividade ecológica, por áreas naturais protegidas – 265
Conclusão – 268
Referências – 270

Capítulo 9 - Fenologia e biologia reprodutiva das espécies do Cerrado – 273
Introdução – 275
Fenologia e savanas tropicais – 275
Determinantes ambientais e diversidade fenológica – 277
Estabelecimento – 277
Frutificação e dispersão – 279
Modelo geral – 284
Fenologia e estrutura da comunidade – 285
Conclusão – 286
Agradecimentos – 287
Referências – 287

Capítulo 10 - Biologia reprodutiva de plantas herbáceo-arbustivas de uma área de Campo Sujo de Cerrado – 291
Introdução – 293
Sistemas de polinização – 294
Biologia floral – 296
Sistemas sexuais – 304
Sistema reprodutivo – 305
Conclusões – 306
Agradecimentos – 307
Referências – 307

Capítulo 11 - Coleta, propagação e desenvolvimento inicial de plantas do Cerrado – 319
Introdução – 321
Coleta de material de propagação – 321
Métodos para superar a dormência – 328
Fatores que influenciam a germinação de sementes – 329
Propagação sexuada em condições naturais – 332
Agradecimento – 342
Referências – 342

Capítulo 12 - Frutas nativas do Cerrado: caracterização físico-química e fonte potencial de nutriente – 351
Introdução – 353
Classificação, fontes, funções e inter-relações dos alimentos – 353
Umidade, proteína e extrato etéreo – 356
Carboidratos totais e valor calórico – 357
Sólidos solúveis totais, açúcares totais, redutores e pectina – 359
Composição em ácidos graxos – 360
Composição mineral das frutas do Cerrado – 363
Antioxidantes – 366
Efeito do processamento na qualidade nutricional das frutas – 374
O problema da fome – 377
Agradecimentos – 378
Referências – 378

Capítulo 13 - Conseqüências ambientais da fragmentação de habitats no Cerrado – 383
Fragmentação de origem natural versus fragmentação antrópica – 385
Conseqüências da fragmentação antrópica – 386
Uso da matriz adjacente – 393
Áreas protegidas no Cerrado – 394
Considerações finais – 394
Referências – 395

Capítulo 14 - Conservação dos recursos naturais em terras privadas - O papel das reservas legais no arranjo funcional das paisagens produtivas do bioma Cerrado – 329
Introdução – 401
Importância econômica e biológica do bioma Cerrado em escala global – 401
A estratégia de conservação em terras privadas no Cerrado – 402
A conservação em escala regional: aplicação das lições aprendidas para a sustentabilidade socioambiental do agronegócio no bioma Cerrado – 404
Referências – 406

Editores Técnicos: Sueli Matiko Sano, Semíramis Pedrosa de Almeida e José Felipe Ribeiro
Ano: 2008
Número de Páginas: 406
Tamanho: 21,5 x 30 cm
Editora: Embrapa
Acabamento: Capa dura
ISBN: 978-85-7383-397-3
Prazo de entrega
Prazo de entrega: Sedex de 03 a 05 dias úteis e PAC de 05 a 15 dias úteis
Indique este produto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome (para):
E-mail(para):
Comentários:
 
Voltar
vazio

MANUAL DE ROTINAS TRABALHISTAS: problemas práticos na atuação diária
R$198,00
MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA
R$280,00
CACTOS E OUTRAS SUCULENTAS PARA DECORAÇÃO
R$80,00
INCÊNDIO FLORESTAL: PRINCÍPIOS, MANEJO E IMPACTOS
R$109,00

Ver Todas as Novidades
——————————————————————————————

CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone/Fax (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Formas de Pagamento
—————————————————————————————
Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados