IMPORTADOS
· Diversos
LIVROS TÉCNICOS
· Administração
· Agronomia
· Biologia - Ecologia
· Direito
· Diversos
· Engenharia Ambiental
· Engenharia Civil
· Engenharia de Alimentos
· Engenharia Florestal
· Entomologia
· Estatística
· Fisiologia Vegetal
· Fitopatologia
· Geologia
· Geoprocessamento
· Irrigação - Hidráulica
· Medicina Veterinária
· Nutrição
· Química
· Técnicas de Pesquisa - Estudos
· Zootecnia
 




ROCHAS METAMÓRFICAS: classificação e glossário
R$92,70


  LIVROS TÉCNICOS >>> Agronomia
 
MANUAL DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA PARA O ESTADO DO PARANÁ
 
MANUAL DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA PARA O ESTADO DO PARANÁ     
  
Por: R$75,00 
 
 

   
   
   

Clique na imagem para ampliá-la
Descrição
A capacidade do homem para gerar riquezas a partir dos recursos naturais disponíveis está diretamente ligada à nossa competência em proporcionar estabilidade aos sistemas produtivos. Sem isso, o processo produtivo se torna frágil, o produto encarece, gerando instabilidade tanto do ponto de vista econômico quanto sob o ponto de vista ambiental, acarretando sérios prejuízos sociais.

Publicações científicas abordando aspectos práticos, que irão servir de apoio aos profissionais que atuam direta ou indiretamente em campo, trazendo conteúdos e técnicas inovadoras, e reforçando conceitos já estabelecidos, são essenciais no conjunto de ações necessárias à conservação de solo e água.

Diante da dinâmica das mudanças tecnológicas aplicadas à agropecuária na última década, as quais colocam a agricultura como protagonista no cenário nacional, houve, nesta publicação, um esforço conjunto de pesquisadores renomados, buscando suprir a necessidade de informações atualizadas no aspecto conservação de solo e água.

Ciente da importância dessas ações, o Sistema FAEP/SENAR patrocina esta primeira edição do Manual de Manejo e Conservação do Solo e da Água para o Estado do Paraná, elaborada pelo Núcleo Estadual Paraná da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (NEPAR-SBCS). Desta forma, a FAEP/SENAR reitera o seu apoio ao produtor rural, proporcionando condições para a melhoria da qualidade de vida do homem do campo, para a manutenção dos nossos recursos naturais e para o incremento ao crescimento do estado do Paraná.

Prefácio – 1
Apresentação – 3

Parte I. Caracterização do Estado do Paraná
Introdução – 6
Capítulo 1 - Descrição Geral do Estado do Paraná
Geologia – 9
0 Escudo (Cinturão Orogênico Atlântico) – 9
A bacia sedimentar do Paraná – 10
Sedimentos inconsolidados recentes – 10
Unidades fisiográficas e relevo – 10
Planície litorânea – 10
Serra do Mar – 11
Primeiro Planalto – 11
Segundo Planalto ou Planalto de Ponta Grossa – 11
Terceiro Planalto ou Planalto de Guarapuava – 12
Vegetação – 12
Referências – 14

Capítulo 2 - Caracterização Climática do Estado do Paraná
Referências – 17

Capítulo 3 - Caracterização Socioeconômica do Estado do Paraná
Referências – 24

Parte II. Problemas em Recursos Naturais
Introdução – 28
Capítulo 1 - Chuvas no Paraná e a Imprescindível Cobertura do Solo – 30
Erosividade no Paraná – 31
Cobertura do solo e erosividade – 33
Referências – 36

Capítulo 2 - Disponibilidade e Qualidade da Água no Meio Rural
Disponibilidade hídrica – 37
Qualidade da água – 39
Considerações finais – 41
Referências – 41

Capítulo 3 - Degradação do Solo e Estratégias de Recuperação da sua Capacidade Produtiva
Degradação física – 43
Degradação química – 44
Degradação biológica – 47
Referências – 50

Capítulo 4 - Impacto da Degradação do Solo por Erosão Hídrica
Prejuízos internos à propriedade – 52
Prejuízos externos à propriedade – 55
Referências – 57

Parte III. Aptidão Agrícola dos Principais Solos do Estado do Paraná
Introdução – 60
Capítulo 1 - Características e Distribuição das Principais Classes de Solo
Argissolos – 61
Cambissolos – 62
Chernossolos – 62
Gleissolos – 63
Latossolos – 64
Latossolos Brunos – 64
Latossolos Vermelhos – 65
Latossolos Vermelhos textura argilosa – 65
Latossolos Vermelhos de textura média – 65
Latossolos Vermelhos férricos – 66
Latossolos Vermelho-Amarelos – 66
Neossolos – 67
Neossolos Litólicos – 67
Neossolos Regolíticos – 67
Neossolos Flúvicos – 67
Neossolos Quartzarênicos – 68
Nitossolos – 68
Nitossolos Brunos – 69
Nitossolos Vermelhos férricos – 69
Organossolos – 69
Referências – 70
Capítulo 2 - Considerações sobre Aptidão Agrícola, Uso e Manejo das Principais Classes de Solo
Considerações sobre uso e manejo de acordo com as classes de solos – 72
Referências – 75

Parte IV. Planejamento do Meio Físico Rural
Introdução – 78
Capítulo 1 - Planejamento Conservacionista sob o Enfoque de Propriedade Rural e Microbacia Hidrográfica
Classes de declividade – 80
Classes de solo – 80
Ocupação do solo – 80
Sistema viário – 80
Divisão fundiária – 81
Hidrografia – 81
Levantamento de pontos críticos – 81
Determinação das áreas de conflito – 81
Planejamento de ações – 82
Ações não estruturais – 82
Ações estruturais – 82
Referências – 83

Capítulo 2 - Aplicabilidade do Sensoriamento Remoto no Planejamento Conservacionista
Referências – 87

Capítulo 3 - Aplicabilidade do Geoprocessamento no Planejamento Conservacionista
Uso do Geoprocessamento no diagnóstico e no planejamento conservacionista de propriedades rurais e microbacias hidrográficas – 89
Referências – 92

Capítulo 4 - O Uso de Tecnologias (Drones) Visando ao Planejamento Conservacionista
Diferenças entre drone, VANT e RPA – 93
Classificação das plataformas (drones) para aquisição de dados aerofotogramétricos – 93
"Adquiri um drone, posso voar?" – 95
Fotogrametria com drones – 95
Uso de drones no planejamento conservacionista e no monitoramento agroambiental – 99
Referências – 102

Parte V. Manejo do Solo
Introdução – 104
Capítulo 1 - Sistema Plantio Direto
Sistemas de produção conservacionistas – 105
A importância da matéria orgânica do solo – 106
Referências – 110

Capítulo 2 - Práticas Conservacionistas
SEÇÃO 1 - PRÁTICAS CONSERVACIONISTAS VEGETATIVAS – 113
Seção 1.1 - Manejo da Matéria Orgânica do Solo (Cobertura Morta) – 114
Considerações finais – 118
Referências – 119
Seção 1.2 - Adubação Verde ou Plantas de Cobertura – 120
Referências – 123
Seção 1.3 - Consórcio de Culturas – 124
Referências – 128
Seção 1.4 - Rotação de Culturas – 129
Referências – 132
Seção 1.5 - Produção de Biomassa – 133
Referências – 136
Seção 1.6 - Culturas em Faixas – 138
Referências – 139
Seção 1.7 - Cordões de Vegetação Permanente – 140
Referências – 142
Seção 1.8 - Faixas de Bordadura e Quebra-ventos – 143

SEÇÃO 2 - PRÁTICAS CONSERVACIONISTAS EDÁFICAS – 144
Seção 2.1 - Calagem como Forma de Manejo e Conservação do Solo – 146
A calagem como agente agregador de solo – 146
A calagem como agente dispersante de solo – 148
Referências – 150

SEÇÃO 3 - PRÁTICAS CONSERVACIONISTAS MECÂNICAS – 151
Seção 3.1 - Operações em Nível – 153
Referências – 153
Seção 3.2 – Terraceamento – 154
Determinação do espaçamento entre terraços – 155
Observações – 156
Referências – 157
Seção 3.3 - Canais Escoadouros – 159
Escoadouros naturais – 159
Escoadouros artificiais – 159
Características importantes a serem consideradas na escolha da vegetação usada em Canais Escoadouros – 160
Roteiro de cálculo para Canais Escoadouros Artificiais – 160
Referências – 161
Seção 3.4 - Adequação das Estradas Rurais – 162
Tipos de intervenções – 163
Especificações dos trabalhos – 163
Referências – 166

Capítulo 3 - Controle de Enchentes Rurais
Medidas de controle do escoamento superficial – 167
Controle do escoamento superficial no meio rural – 167
Considerações de projetos – 169
Geotecnia – 169
Hidrologia – 169
Hidráulica – 170
Materiais de construção – 170
Bacias de detenção para amortecimento dos picos das vazões de enchentes – 170
Referências – 171

Parte VI. Recuperação de Áreas Degradadas
Introdução – 174
Capítulo 1 - Estabilização de Voçorocas
Mecanismos de formação de voçorocas – 176
Prevenção ao aparecimento e crescimento de voçorocas – 178
Terraceamento – 178
Proteção do talvegue – 179
Manejo do solo – 180
Estabilização de voçorocas – 181
Estabilização da cabeceira – 181
Estabilização do canal – 184
Revegetação – 185
Revegetação do canal da voçoroca – 185
Revegetação do entorno da voçoroca – 186
Espécies para revegetação – 186
Referências – 187

Capítulo 2 - Recuperação de Áreas Contaminadas por Resíduos Agrícolas e Industriais
Exemplos de contaminação de solos do Paraná – 188
Resíduos industriais – 188
Resíduos de atividades agrícolas – 189
Práticas viáveis de remediação de solos no nível de campo – 190
Remediações físicas – 190
Remediações químicas – 190
Remediação biológica – 191
Referências – 192

Capítulo 3 - Recuperação de Pastagens Degradadas
Conceito e causas da degradação de pastagens – 193
Avaliação das classes de degradação de pastagens – 195
Estratégias de recuperação e renovação de pastagens – 196
Referências – 197

Parte VII. Infiltração de Água no Solo
Introdução – 200
Capítulo 1 - Métodos para a Determinação de Infiltração de Água no Solo
Relações físico-hídricas do solo – 202
Taxa de infiltração de água no solo – 203
Metodologias de avaliação da infiltração de água no solo – 203
Infiltrômetro de duplo anel – 204
Infiltrômetro de duplo anel com carga variável – 204
Infiltrômetro de duplo anel com carga constante – 205
Infiltrômetros de aspersão – 206
Modelos representativos da infiltração de água no solo – 206
Equação potencial ou de Kostiakov – 207
Equação de Horton – 207
Referências – 208

Capítulo 2 - Tecnologias para Aumentar a Infiltração de Água no Solo
Incremento na matéria orgânica do solo – 209
Cobertura do solo – 209
Preparo do solo – 210
Semeadura em contorno – 211
Escarificação ou subsolagem – 211
Terraceamento – 212
Tráfego controlado – 212
Integração das práticas de manejo – 212
Referências – 213

Parte VIII. Resíduos Agroindustriais na Produção Agrícola
Introdução – 216
Capítulo 1 - Uso Agrícola de Resíduos Agroindustriais no Estado do Paraná
Esterco de suínos – 217
Cuidados – 218
Esterco de aves – 219
Cuidados – 220
Esterco de bovinos – 221
Resíduos de usina sucroalcooleira – 223
Resíduo de mandioca – 224
Referências – 225

Capítulo 2 - Aplicação de Resíduos Orgânicos na Agricultura: Cuidados com Qualidade da Água e do Solo
Poluentes de ambientes aquáticos associados com dejetos de animais – 227
Fósforo e nitrogênio – 227
Matéria orgânica – 229
Patógenos – 230
Metais pesados – 230
Estratégias de mitigação do potencial de poluição – 230
Referências – 233

Parte IX. Sistemas Integrados de Produção
Introdução – 236
Capítulo 1 - Manejo e Conservação do Solo e da Água por Meio do Planejamento Espaço Temporal em Sistemas Integrados de Produção Agropecuária
Os componentes dos Sistemas Integrados de Produção Agropecuária (SIPA) – 238
Atributos físicos, químicos e biológicos do solo em SIPA – 239
Planejamento de SIPA em nível de propriedade rural – 241
Planejamento forrageiro como ferramenta no dimensionamento espaço-temporal em nível de propriedade rural – 242
Estratégias para eliminar o déficit de forragem – 244
Estabelecendo as rotações de culturas – 245
Considerações finais – 245
Referências – 246

Parte X. Manejo Conservacionista de Pastagens
Introdução – 250
Referências – 251
Capítulo 1 - Recuperação, Renovação e Manejo de Pastagens na Região do Arenito Caiuá
Caracterização de solo e clima do Arenito Caiuá – 252
Características dos solos – 252
Características do clima – 253
Causas de degradação de pastagens – 253
Estratégias para a retomada da produtividade de pastagens degradadas – 254
Estratégias de recuperação de pastagens degradadas – 255
Estratégias de renovação de pastagens degradadas – 255
Manutenção da produtividade de pastagens recuperadas e/ou renovadas – 255
Manejo da fertilidade do solo – 256
Manejo do pastejo – 260
Referências – 263

Capítulo 2 - Manejo Conservacionista de Pastagem
Manejo e recuperação de pastagens em solos argilosos – 267
Escolha do pasto – 269
Adubação de pastagens em Latossolo com mais de 35% de argila – 271
Manejo de pastagens tropicais – 271
Adubação e manejo de forrageiras de inverno – 272
Recuperação de pastagens degradadas ou subprodutivas em áreas declivosas – 273
Implantação do capim IZ Aruana ou Áries sobre a braquiária subprodutiva – 275
Manejo conservacionista do solo em áreas declivosas – 277
Manejo estrutural do pasto – 278
Custo estimado para recuperação de pastagem subprodutiva em áreas declivosas e perspectiva de receita – 279
Referências – 280

Parte XI. Reflorestamentos Conservacionistas e Cultivo Florestal Madeireiro
Introdução – 282
Capítulo 1 - Planejamento Conservacionista: Reserva Legal e suas Possibilidades na Propriedade Rural
A Reserva Legal – 284
A propriedade rural com Reserva Legal: preservação ou conservação? – 285
Reserva Legal para conservação – 285
A propriedade rural sem Reserva Legal: recomposição ou compensação? – 286
Referências – 290

Capítulo 2 - Planejamento Conservacionista: Condicionantes para a Floresta em Área de Preservação Permanente em Nascentes no Estado do Paraná
Condicionantes da floresta fluvial – 291
As interações solo-clima-planta – 292
Os solos e a vegetação fluvial em torno de nascente – 294
Considerações finais – 297
Referências – 297

Capítulo 3 - Manejo Conservacionista da Reserva Legal
Os conceitos básicos – 300
Como iniciar atividade de manejo florestal? – 300
Categorias de manejo de florestas naturais – 301
Manejo dos produtos não madeireiros – 301
Manejo dos produtos madeireiros – 301
Referências – 303

Capítulo 4 - Cultivos Florestais para Produção de Biomassa e Energia
Uso da madeira para produção de energia – 305
A escolha da espécie – 306
O planejamento da implantação de cultivos florestais energéticos – 306
O manejo do cultivo (silvicultura) para a produção de energia – 307
A adubação – 308
O controle de plantas daninhas – 308
O controle de pragas e doenças – 308
A colheita da madeira para fins energéticos – 309
Referências – 310

Parte XII. Manejo de Bacias Hidrográficas
Introdução – 312
Capítulo 1 - Monitoramento Hidrossedimentológico de Bacias Hidrográficas
Precipitação – 315
Interceptação vegeta! – 316
Infiltração de água no solo – 316
Escoamento superficial – 317
Produção de sedimento – 318
Referências – 320

Capítulo 2 - Manejo e Conservação do Solo e da Água em Microbacia Hidrográfica: Estratégia Técnica e Operacional
Estratégia técnica – 321
Comentário – 322
Estratégia operacional – 324
Referências - 325


Editores: Oromar João Bertol, Arnaldo Colozzi Filho, Graziela Moraes de Cesare Barbosa, Josiane Bürkner dos Santos e Maria de Fátima Guimarães
Ano: 2019
Número de Páginas: 325
Tamanho: 18,5 x 26,5 cm
Editora: SBCS
Acabamento: Capa dura
ISBN: 978-85-69146-08-7
Prazo de entrega
Prazo de entrega: Sedex de 03 a 05 dias úteis e PAC de 05 a 15 dias úteis
Indique este produto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome (para):
E-mail(para):
Comentários:
 
Voltar
vazio

O GUIA DO HIDROMEL ARTESANAL
R$50,00
CUNICULTURA: didática e prática na criação de coelhos
R$28,00
A PRONÚNCIA DO LATIM CIENTÍFICO
R$50,00
MELÃO: DO PLANTIO A COLHEITA
R$99,00

Ver Todas as Novidades
——————————————————————————————

CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone/Fax (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Formas de Pagamento
—————————————————————————————
Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados