IMPORTADOS
· Diversos
LIVROS TÉCNICOS
· Administração
· Agronomia
· Biologia - Ecologia
· Direito
· Diversos
· Engenharia Ambiental
· Engenharia Civil
· Engenharia de Alimentos
· Engenharia Florestal
· Entomologia
· Estatística
· Fisiologia Vegetal
· Fitopatologia
· Geologia
· Geoprocessamento
· Irrigação - Hidráulica
· Medicina Veterinária
· Nutrição
· Química
· Técnicas de Pesquisa - Estudos
· Zootecnia
 




CURSO DE DIREITO AMBIENTAL - (Guerra)
R$ 119,90


  LIVROS TÉCNICOS >>> Biologia - Ecologia
 
BOTÂNICA SISTEMÁTICA
 
BOTÂNICA SISTEMÁTICA     
De:   
 R$ 80,00
Por: R$ 74,00 
 
Economize:   R$ 6,00

   
   
   

Clique na imagem para ampliá-la
Descrição
O público alvo deste livro é formado principalmente por estudantes de graduação e pós-graduação, nos diversos cursos que envolvem o conhecimento botânico, incluindo Biologia, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, Farmácia e Bioquímica, Ecologia, Gestão Ambiental e outros. Também os pesquisadores em Botânica e em áreas afins e profissionais da área ambiental e de paisagismo poderão encontrar uma fonte segura de informações.

Buscou-se incluir as mais recentes novidades que estão sendo trazidas à luz com os recentes trabalhos de filogenia, o que nem sempre é muito fácil, já que há novidades quase todas as semanas. Assim, foi adotado, em linhas gerais, o que foi apresentado por APG III (2009) (ver fig. 1). Considerando que muitas novidades estão sendo trazidas em relação aos demais livros-texto disponíveis no Brasil, ao longo do texto foram acrescentadas informações sobre o posicionamento tradicional das famílias, o que permitirá uma transição mais tranquila para um novo sistema de classificação.

São apresentadas descrições morfológicas para todas as famílias de Gimnospermas e de Angiospermas com representantes nativos ou cultivados no Brasil.

As famílias foram apresentadas preferencialmente de acordo com Haston et al. (2009), com a liberdade de terem sido feitas ligeiras modificações por questões editoriais, já que determinadas famílias ocupam apenas meia página e foram posicionadas juntamente com outra família próxima com esta mesma quantidade de conteúdo, nem sempre correspondendo à sequência linear proposta por aqueles autores. Procurou-se, sempre que possível, padronizar as imagens apresentadas, priorizando-se a vista macrofotográfica de um ramo florífero ou frutífero de cada espécie sobre fundo infinito de cor preta, com a indicação da identificação completa numa legenda inferior. Todas as fotos foram efetuadas pelos próprios autores, exceto quando indicadas na legenda lateral. As espécies ilustradas, num total aproximado de 1800, são preferencialmente da flora brasileira; excepcionalmente, por questão de desenho gráfico da obra, algumas espécies ou gêneros não são nativos, assim também ocorreu no caso das famílias introduzidas.

No final da obra é apresentado, além da bibliografia referida no texto, um índice remissivo geral incluindo ordens, famílias, gêneros, nomes científicos e nomes populares. Neste índice, as famílias apresentadas nesta obra foram escritas em caracteres maiúsculos. Também estão destacadas em negrito as espécies apresentadas na obra com fotografias. Na última página é apresentado um índice exclusivo para as famílias tratadas na obra.

Esperamos que este livro, que foi fruto de anos de dedicação, possa estimular as pessoas a conhecer mais da nossa flora para que, assim, ajudem na sua conservação. Apenas desta forma, as futuras gerações terão também o privilégio de conhecer um dos nossos maiores patrimônios naturais: a biodiversidade brasileira.

A seguir é apresentada uma sinopse das famílias ocorrentes no Brasil, seguindo-se a sequência proposta por Haston et al. (2009) para as Angiospermas. Além das 226 famílias nativas, 37 ocorrem apenas em cultivo ou são subespontâneas e estão indicadas com um asterisco. Estão destacados em itálico os poucos casos em que a família foi aceita aqui, embora não tenha sido reconhecida em APGIII (2009). Comentários sobre cada caso estão apresentados no texto principal. Em relação a algumas famílias, apenas determinadas partes da planta são comercializadas no Brasil e não foram encontradas fontes seguras sobre seu cultivo. Este é o caso do anis-estrelado (Illicium verum), Illiciaceae, cujos frutos secos, aromáticos, podem ser encontrados no comércio.

I - GIMNOSPERMAS
1. Cycadales
Zamiaceae – 65
Cycadaceae* – 66
2. Ginkgoales
Ginkgoaceae* – 66
3. Pinales
Araucariaceae – 67
Podocarpaceae – 68
Pinaceae* – 69
Taxaceae* – 69
Cupressaceae* – 70
4. Gnetales
Ephedraceae – 71
Gnetaceae – 71

II - ANGIOSPERMAS
1. Nymphaeales
Cabombaceae – 72
Nymphaeaceae – 73
2. Chloranthales
Chloranthaceae – 74

3. MAGNOLIÍDEAS
3.1. Canellales
Canellaceae – 75
Winteraceae – 76
3.2. Piperales
Piperaceae – 77
Hydnoraceae – 79
Aristolochiaceae – 80
3.3. Magnoliales
Myristicaceae – 82
Magnoliaceae – 84
Annonaceae – 85
3.4. Laurales
Siparunaceae – 90
Hernandiaceae – 91
Monimiaceae – 92
Lauraceae – 94

4. MONOCOTILEDÔNEAS
4.1. Alismatales
Araceae – 99
Alismataceae – 110
Hydrocharitaceae – 112
Potamogetonaceae – 114
Juncaginaceae – 115
Ruppiaceae – 115
Cymodoceaceae – 116
4.2. Dioscoreales
Thismiaceae – 116
Burmanniaceae – 117
Dioscoreaceae – 119
4.3. Pandanales
Triuridaceae – 120
Velloziaceae – 121
Cyclanthaceae – 122
Pandanaceae* – 124
4.4. Liliales
Alstroemeriaceae – 125
Colchicaceae* – 126
Liliaceae* – 126
Smilacaceae – 127
4.5. Asparagales
Orchidaceae – 128
Hypoxidaceae – 161
Iridaceae – 162
Xanthorrhoeaceae* – 167
Amaryllidaceae – 168
Asparagaceae – 172
4.6. Arecales
Arecaceae – 175
4.7. Commelinales
Commelinaceae – 187
Pontederiaceae – 190
Haemodoraceae – 192
4.8. Zingiberales
Strelitziaceae – 193
Heliconiaceae – 194
Musaceae* – 195
Cannaceae – 196
Marantaceae – 197
Costaceae – 201
Zingiberaceae – 203
4.9. Poales
Typhaceae – 205
Bromeliaceae – 206
Rapateaceae – 215
Xyridaceae – 217
Eriocaulaceae – 219
Mayacaceae – 222
Thurniaceae – 223
Juncaceae – 224
Cyperaceae – 225
Poaceae – 230

5. PROVÁVEL GRUPO IRMÃO DAS EUDICOTILEDÔNEAS
5.1. Ceratophyllales
Ceratophyllaceae – 244

6. EUDICOTILEDÔNEAS
6.1. Ranunculales
Papaveraceae* – 245
Menispermaceae – 246
Berberidaceae – 249
Ranunculaceae – 250
6.2. Proteales
Sabiaceae – 251
Nelumbonaceae* – 252
Proteaceae – 253
Platanaceae* – 255
6.3. Buxales
Buxaceae* – 255
6.4. EUDICOTILEDÔNEAS CORE
6.4.1. Gunnerales
Gunneraceae – 256
6.4.2. Dilleniales
Dilleniaceae – 257
6.4.3. Saxifragales
Peridiscaceae – 259
Altingiaceae* – 259
Hamamelidaceae* – 260
Grossulariaceae* – 260
Saxifragaceae* – 261
Crassulaceae – 262
Haloragaceae – 263
6.4.4. ROSÍDEAS
Vitales
Vitaceae – 264
6.4.4.1. FABÍDEAS
6.4.4.1.1. Zygophyllales
Krameriaceae – 265
Zygophyllaceae – 266
6.4.4.1.2. Fabales
Surianaceae – 267
Quillajaceae – 267
Fabaceae – 268
Polygalaceae – 313
6.4.4.1.3. Rosales
Rosaceae – 316
Rhamnaceae – 318
Ulmaceae – 322
Cannabaceae – 323
Moraceae – 324
Urticaceae – 328
6.4.4.1.4. Fagales
Fagaceae* – 332
Juglandaceae* – 332
Casuarinaceae* – 333
Betulaceae* – 333
6.4.4.1.5. Cucurbitales
Apodanthaceae – 334
Anisophylleaceae – 335
Cucurbitaceae – 336
Begoniaceae – 340
6.4.4.1.6. Celastrales
Celastraceae – 342
6.4.4.1.7. Oxalidales
Connaraceae – 346
Oxalidaceae – 348
Cunoniaceae – 349
Elaeocarpaceae – 350
6.4.4.1.8. Malpighiales
Rhizophoraceae – 351
Erythroxylaceae – 352
Peraceae – 353
Euphorbiaceae – 355
Ochnaceae – 366
Quiinaceae – 368
Picrodendraceae – 369
Phyllanthaceae – 370
Elatinaceae – 373
Euphroniaceae – 373
Malpighiaceae – 374
Trigoniaceae – 381
Dichapetalaceae – 382
Chrysobalanaceae – 383
Turneraceae – 386
Passifloraceae – 387
Putranjivaceae – 389
Lacistemataceae – 389
Salicaceae – 390
Violaceae – 394
Goupiaceae – 398
Ixonanthaceae – 398
Achariaceae – 399
Caryocaraceae – 400
Humiriaceae – 401
Linaceae – 404
Calophyllaceae – 406
Clusiaceae – 408
Bonnetiaceae – 411
Podostemaceae – 412
Hypericaceae – 414
6.4.4.2. MALVÍDEAS
6.4.4.2.1. Geraniales
Geraniaceae – 415
Vivianiaceae – 416
6.4.4.2.2. Myrtales
Combretaceae – 417
Lythraceae – 420
Onagraceae – 423
Vochysiaceae – 425
Myrtaceae – 428
Melastomataceae – 435
6.4.4.2.3. Crossomatales
Staphyleaceae – 445
6.4.4.2.4. Picramniales
Picramniaceae – 446
6.4.4.2.5. Sapindales
Anacardiaceae – 447
Burseraceae – 450
Sapindaceae – 454
Rutaceae – 460
Simaroubaceae – 467
Meliaceae – 469
6.4.4.2.6. Malvales
Cistaceae – 471
Muntingiaceae – 471
Malvaceae – 472
Thymelaeaceae – 487
Bixaceae – 488
6.4.4.2.7. Brassicales
Tropaeolaceae – 489
Caricaceae – 490
Moringaceae* – 491
Bataceae – 491
Capparaceae – 492
Cleomaceae – 495
Brassicaceae – 497

EUDICOTILEDÔNEAS CORE NÃO ROSÍDEAS NEM ASTERÍDEAS
6.4.5. Santalales
Balanophoraceae – 499
Olacaceae – 500
Opiliaceae – 502
Schoepfiaceae – 502
Santalaceae – 503
Loranthaceae – 505
6.4.6. Caryophyllales
Plumbaginaceae – 508
Polygonaceae – 509
Droseraceae – 512
Nepenthaceae* – 513
Tamaricaceae* – 513
Rhabdodendraceae – 514
Caryophyllaceae – 515
Achatocarpaceae – 518
Amaranthaceae – 519
Aizoaceae – 524
Phytolacaceae – 525
Nyctaginaceae – 528
Molluginaceae – 530
Basellaceae – 531
Talinaceae – 532
Portulacaceae – 532
Cactaceae – 533
6.4.7. ASTERÍDEAS
6.4.7.1. CornaIes
Hydrangeaceae* – 540
Loasaceae – 541
Cornaceae* – 542
6.4.7.2. Ericales
Balsaminaceae* – 542
Marcgraviaceae – 543
Tetrameristaceae – 545
Polemoniaceae* – 545
Lecythidaceae – 546
Pentaphylacaceae – 549
Sapotaceae – 550
Ebenaceae – 553
Primulaceae – 554
Theaceae – 558
Symplocaceae – 559
Styracaceae – 560
Sarraceniaceae – 561
Actinidiaceae* – 561
Clethraceae – 562
Cyrillaceae – 562
Ericaceae – 563
6.4.7.3. LAMIÍDEAS
Icacinaceae – 566
6.4.7.3.1. Garryales
Garryaceae* – 568
6.4.7.3.2. Gentianales
Gelsemiaceae – 568
Rubiaceae – 569
Gentianaceae – 589
Loganiaceae – 593
Apocynaceae – 595
6.4.7.3.3. Lamiídea de posição incerta
Boraginaceae – 608
6.4.7.3.4. Solanales
Convolvulaceae – 611
Solanaceae – 616
Sphenocleaceae – 623
Hydroleaceae – 624
6.4.7.3.5. Lamiales
Oleaceae – 625
Calceolariaceae – 626
Gesneriaceae – 627
Plantaginaceae – 633
Gratiolaceae – 635
Angeloniaceae – 638
Scrophulariaceae – 639
Linderniaceae – 641
Pedaliaceae* – 643
Phrymaceae* – 643
Lamiaceae – 644
Paulowniaceae* – 650
Orobanchaceae – 651
Lentibulariaceae – 655
Acanthaceae – 656
Bignoniaceae – 665
Schlegeliaceae – 673
Verbenaceae – 674
Martyniaceae – 679
6.4.7.4. CAMPANULÍDEAS
6.4.7.4.1. Aquifoliales
Stemonuraceae – 680
Cardiopteridaceae – 681
Aquifoliaceae – 682
6.4.7.4.2. Asterales
Campanulaceae – 683
Menyanthaceae – 686
Goodeniaceae – 687
Calyceraceae – 688
Asteraceae – 689
6.4.7.4.3. Escalloniales
Escalloniaceae – 727
6.4.7.4.4. Dipsacales
Adoxaceae – 728
Caprifoliaceae – 729
6.4.7.4.5. Apiales
Griseliniaceae – 730
Pittosporaceae* – 730
Araliaceae – 731
Apiaceae – 734

Autores: Vinicius Castro Souza e Harri Lorenzi
Ano: 2012
Número de Páginas: 768
Tamanho: 16 x 23 cm
Editora: Plantarum
Acabamento: Capa dura
ISBN: 978-85-86714-39-9
Prazo de entrega
Prazo de entrega: Sedex de 03 a 05 dias úteis e PAC de 05 a 15 dias úteis
Indique este produto
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome (para):
E-mail(para):
Comentários:
 
Voltar
vazio

NUTRIÇÃO E ADUBAÇÃO DE GRANDES CULTURAS
R$ 85,00
FUNDAMENTOS DE AGRONEGÓCIOS
R$ 74,90
CEBOLA: do plantio à colheita
R$ 104,00
CLOROTALONIL
R$ 60,00

Ver Todas as Novidades
——————————————————————————————

CNPJ: 96.631.353/0001-69 - Email: pldlivros@uol.com.br - Fone/Fax (19) 3421 7436 - Fone: 3423 3961 - Piracicaba/SP

Formas de Pagamento
—————————————————————————————
Política de Privacidade. ©2008, Revendas de Livros Técnicos. Todos os direitos reservados